19 mil capixabas não retornaram para 2ª dose da AstraZeneca

Os dados são referentes aos esquemas superiores a 85 dias, ou seja, após 12 semanas.

Em 01/07/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Reprodução/Prefeitura de Goiânia

19.029 capixabas ainda não retornaram aos serviços de saúde para a complementação do esquema vacinal da Covishield (Fiocruz/Oxford), também conhecida como AstraZeneca. 

De acordo com a nova atualização realizada pela Secretaria da Saúde (Sesa), por meio do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis (PEI), 19.029 capixabas ainda não retornaram aos serviços de saúde para a complementação do esquema vacinal da Covishield (Fiocruz/Oxford), também conhecida como AstraZeneca. 

Os dados são referentes aos esquemas superiores a 85 dias, ou seja, após 12 semanas, de cidadãos que receberam a primeira dose entre janeiro até o dia 24 de abril deste ano. 

Segundo a coordenadora do PEI, Danielle Grillo, o Estado junto aos municípios tem semanalmente realizado trabalho conjunto com o objetivo de diminuir esse número para garantir a eficácia da vacina e a cobertura vacinal ideal. 

“Mandamos semanalmente aos municípios a listagem nominal para que seja feita a busca ativa no território de todos aqueles que estão com esquema com mais de 85 dias. Além disso, o Estado tem realizado o envio de cerca de 10 mil SMS por semana aos números disponibilizados no sistema”, disse  Danielle Grillo. 

Com a complementação total das mais de 19 mil doses em atraso, o Estado passaria da cobertura vacinal da D2 de 13,65% para 14,11% - dados desta quinta-feira (1ª) no Painel de Vacinação do Espírito Santo. 

A coordenadora ressaltou que as estratégias têm auxiliado na redução deste número – e também na antecipação operacional da segunda dose para 70 dias –, mas que, com o vencimento de novos esquemas, as atualizações são feitas e há cidadão que não tem se atentado ao período da segunda dose.

“Na última semana chegamos a registrar uma redução de aproximadamente 50%, com pouco mais de 8 mil pessoas que ainda não havia recebido a segunda dose. Com o vencimento de novos esquemas, muitos acabaram não se atentando à data correta para o seu retorno”, explicou. 

Ainda segundo Danielle Grillo, independentemente do tempo, o importante é fazer a complementação.

“O importante sempre é não deixar de receber a segunda dose, independentemente se está há 85 ou mais dias. Procure o serviço de saúde e garanta a vacinação. O Estado tem enviado regularmente os imunizantes destinados exclusivamente às segundas doses em tempo oportuno para que todos possam receber”.

Demais vacinas

O Programa Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde, conta com quatro vacinas disponibilizadas para a imunização contra à Covid-19 no Brasil: Covishield (Fiocruz/Oxford), Coronavac (Sinovac/Butantan), Comirnaty (Pfizer/BioNTech) – sendo ambas de esquemas com duas doses e, recentemente, a Janssen (Johnson & Johnson), com esquema de dose única. 

Com a retomada da produção da vacina da Coronavac e conseguinte retorno da distribuição aos estados, o Espírito Santo conseguiu zerar a distribuição aos municípios capixabas dos esquemas em atraso, desde a última segunda-feira (28). Para Coronavac, o intervalo entre a primeira e segunda dose são de quatro semanas ou 28 dias. 

Em relação às doses da Pfizer, por ter sido uma vacina incorporada à Campanha em maio, tendo a sua distribuição aos municípios também nesta data, os esquemas vacinais encontram-se dentro do prazo estipulado pelo fabricante, de 12 semanas. (As informações são da Sesa)

Leia também:

Incontinência urinária pode piorar no inverno, diz urologista
Campanha Julho Amarelo conscientiza sobre hepatites virais
Julho Verde alerta para prevenção ao câncer de cabeça e pescoço
Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
Covid: Vitória é referência em vacinação e atrai público externo
Prefeitura de Vitória realiza operação tapa-buracos na cidade
Orla mais segura: Calçadão de Camburi recebe manutenção
Sinalização horizontal oferece segurança no trânsito de Vitória
Defesa Civil de Vitória abre curso on-line para voluntários
Vitória participa da elaboração de ações de educação ambiental
Superendividamento: Procon de Vitória esclarece sobre a lei
Prefeitura de Serra relança projeto empreendedor Costurarte
Prefeitura de Serra realiza obras que beneficiam setor pesqueiro
Prefeitura e ONGs retiram pedras e liberam Trilha de Furnas
Serra inicia reformas no mercado de peixes de Nova Almeida
Serra: Pedidos de poda de árvores feitos pelo site da prefeitura
Procon de Serra dá dicas de compras do Dia dos Namorados
Prefeitura de Serra amplia sua frota com 16 novos carros
Prefeitura de Serra reabre Arena Jacaraípe nesta segunda (07)
Serra: Reuniões de planejamento da cidade iniciam hoje (07)
Serra: Cidade da Grande Vitória que mais reduziu homicídios
Cursos são parte da rotina dos técnicos da Defesa Civil de Serra
Prefeitura de Serra reabre agenda para cadastro no CadÚnico
Vidigal assina ordens de serviços para obras em Jacaraipe
Serra apresenta seu sistema de aprovação de projetos à CBIC
Mata Atlântica: Parque da Fonte Grande tem novos mirantes
Nova lei proíbe nomeação de condenados por crimes sexuais

TAGS:
ANOREXIA | VACINA | PROCON | PARQUE | SEVIÇOS | OBRAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADE