Alunos conquistam 23 medalhas em olimpíadas científicas

Alunos de Vitória estão dando um verdadeiro show em competições de conhecimento do país.

Em 03/09/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Divulgação Seme/PMV

Ao todo, foram oito medalhistas na 24ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) e 15 medalhistas na 1ª edição da Olimpíada Nacional de Eficiência Energética (ONEE).

A dúvida, a observação, o estudo, a experimentação e a análise de resultados são etapas da metodologia científica. Cada vez mais, os estudantes da Rede Municipal de Ensino de Vitória têm se interessado por esse processo e, como resultado, estão dando um verdadeiro show em importantes competições de conhecimento do país.

Ao todo, foram oito medalhistas na 24ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) e 15 medalhistas na 1ª edição da Olimpíada Nacional de Eficiência Energética (ONEE).

Os medalhistas são estudantes das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emef) Suzet Cuendet, em Maruípe; Éber Louzada Zippinotti e Álvaro de Castro Mattos, em Jardim da Penha e Elzira Vivácqua dos Santos, em Jardim Camburi.

Os professores que participaram dessa jornada com os estudantes até a conquista das medalhas disseram que as olimpíadas são importantes, pois permitem aos estudantes colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo dos anos, despertar mais interesse pela ciência, além de construir novos momentos de aprendizado durante o processo de preparação e realização da prova.

“Em geral, os estudantes têm uma curiosidade particular. Observam e questionam os fenômenos naturais que acontecem em nosso cotidiano. O ensino de ciências deve estar sempre alinhado com esses questionamentos, e promover assim a busca por esse conhecimento. O ensino por investigação é a tendência atual nessa área”, destacou Patrícia Leonor, professora de Ciências do turno matutino, na Emef Suzete Cuendet.

Incentivo ao conhecimento

Na Emef Suzete Cuendet, seis estudantes conquistaram medalhas na OBA sendo, inclusive, duas delas de ouro. A escola tem tradição quando o assunto é a participação na olimpíada. A equipe pedagógica desenvolve um projeto multidisciplinar, chamado “Pequeno Cientista”. Entre as atividades, está o incentivo a participar da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA). Este ano, 60 estudantes da unidade de ensino se inscreveram para a prova.

“Fizemos toda uma preparação com esses estudantes, inclusive com professores de outras disciplinas. Nossa escola já tem esse perfil de incentivo aos estudantes que gostam de ciências e projetos desafiadores. Ficamos muito felizes com os resultados. As medalhas representam o fruto desse trabalho e também incentivam que os outros estudantes participem nos próximos anos”, destacou a professora Patrícia.

Já na Emef Éber Louzada Zippinotti, dois estudantes levaram a medalha de prata na OBA, três conquistaram medalhas de ouro e quatro arrebataram medalhas de bronze na ONEE.


Alunos da Rede Municipal de Ensino de Vitória participando da ONEE. Foto: Divulgação Seme/PMV

A professora de ciências da unidade de ensino, Ketney dos Santos, destacou as conquistas dos estudantes, que são preparados em um esforço conjunto dos docentes de todas as disciplinas desde quando entram no 1º ano na unidade de ensino.

“Fico muito orgulhosa em ver tantos medalhistas em nossa escola, permite o reconhecimento de um trabalho de todos professores da equipe. Todos os professores merecem o mérito, pois os alunos entram no 1º ano do ensino fundamental em nossa escola, e o trabalho para esse sucesso é iniciado ainda na alfabetização, pois ciências é um conjunto de português na interpretação, matemática nos cálculos, história e geografia na parte de registro e localização e educação física no desenvolvimento motor e cognitivo”, celebrou.

Eficiência energética

A participação dos estudantes da rede municipal de ensino na 1ª edição da Olimpíada Nacional de Eficiência Energética (ONEE) foi um sucesso. Na Emef Álvaro de Castro Mattos, a equipe pedagógica estimulou os estudantes a se inscreverem e a estudarem de forma autônoma, com o material disponibilizado no site da prova. Além disso, acompanharam a evolução dos estudos e prestaram assistência em caso de dúvidas.

“A conquista da medalha de ouro pela Giovanna, é um resultado de sua dedicação aos estudos, neste ano e nos anteriores. Creio que nós da Emef também contribuímos de forma significativa porque abordamos desde sempre as questões ambientais por meio de vários projetos. Por isso, estamos muito felizes com o resultado alcançado por ela e pela participação dos outros estudantes também”, destacou Vanessa Umbelino, professora de ciências do turno matutino.

Na Emef Elzira Vivácqua dos Santos, o empenho dos estudantes também rendeu frutos. Acompanhados de perto pela professora de Ciências Fernanda Gonçalves, sete estudantes conquistaram medalhas na ONEE.

“Preparei atividades que associavam o conteúdo teórico com a prática diária. Separei vídeos e preparei questionários que os fizessem pensar em mudar hábitos e economizar energia, já que esse era o interesse primordial do tema da ONEE. Eu fiquei muito orgulhosa e satisfeita com os resultados, e eles também. Todos merecem muito esse reconhecimento pelo esforço e interesse”, destacou a professora. 

Conheça os medalhistas de Vitória

Olimpíada Brasileira de Astronomia

Emef Éber Louzada Zippinotti
Medalhas de Prata: 
- Davi Tonetti Salomão
- Wellington Felipe Oliveira

Emef Suzete Cuendet
Medalhas de Ouro:
- Sophia Santarosa de Almeida
- Livia Schwanz Batista
Medalhas de Bronze:
- Pedro Henrique Gomes Ramos
- Danylo de Mello Soares
- Victoria Andrade Barbosa dos Santos
- Adan Palhoni Rosa

Olimpíada Nacional de Eficiência Energética

Emef Álvaro de Castro Mattos
Medalha de Ouro: 
- Giovanna Barros Barcellos Bicalho

Emef Éber Louzada Zipinotti
Medalha de Ouro: 
- Matheus Donato Del Pupo
- Maria Clara Sampaio Güetler
- Artur Bolda Amorim
Medalha de Bronze: 
- Gabriel Oliveira Ramos
- Enzo Teixeira de Almeida
- Davi Tonetti Salomão
- Pedro Henrique Ramalho Vojnovic dos Santos

Emef Elzira Vivácqua dos Santos
Medalha de Ouro: 
- Maurício Braga Ortega Gonzalez
Medalha de Prata:
- Estevão Horsth Tesch Honorio
- Julia Caldas Santos
- Gabriel Pires de Sousa
Medalha de Bronze: 
- Mateus Silva Souza Klein
- Thiago Vieira da Silva
- Hugo Magnago de Mello (Secom/PMV)

Leia também:

Jornada Científica e Cultural FAESA terá 150 atividades online
Estudantes da Rede Municipal de Vitória produzem podcast
Serra vai distribuir 110 mil cadernos pedagógicos a estudantes
Faceli abre inscrições para I Simpósio de Direito do Trabalho
Alimentação escolar saudável ensina previne da obesidade
Aluno da Rede Estadual de Vitória participa de projeto da NASA
MEC amplia prazo para matrícula da lista de espera no Fies
Alunos de Vila Velha vão colher vegetais que eles cultivaram
Alunos de Vitória na 2ª fase da Olimpíada Nacional de Ciências
Governo anuncia investimentos de R$ 50 milhões nas escolas
Cariacica realiza Projeto de Alfabetização em algumas escolas
Prazo para pedir reaplicação do Encceja 2020 até hoje (27)

TAGS:
INOVAÇÃO | JORNADA CIENTÍFICA | SIMPÓSIO | DIREITO | TABALHO | TECNOLOGIA | AULAS | PROFESSOR | EDUCAÇÃO