Aneel realizará leilão prevendo R$ 15,3 bi em investimentos

O leilão vai acontecer às 10h, na sede da B3, em São Paulo, na próxima quinta-feira (30).

Em 27/06/2022 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: © Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Aneel prevê que os contratos de concessão gerem R$ 15,3 bilhões em investimentos, gerando de 31.697 empregos diretos.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai leiloar na próxima quinta-feira (30) 13 lotes de linhas de transmissão de energia. As empresas que obtiverem a concessão ficarão responsáveis por construir, operar e manter as linhas, que somam um total de 5.425 quilômetros e uma capacidade de 6.180 mega-volt-ampères (MVA).

O leilão vai ocorrer às 10h, na sede da B3, em São Paulo. Os contratos de concessão estão previstos para ser assinados em 30 de setembro, e as empresas vencedoras terão prazos de 42 a 60 meses para iniciar a operação comercial das linhas de transmissão. A Aneel prevê que os contratos de concessão gerem R$ 15,3 bilhões em investimentos, gerando de 31.697 empregos diretos.

Os lotes dos empreendimentos estão localizados em 13 estados: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

O lote de maior extensão e que deve gerar mais empregos é o de número 2, que corta os estados de Minas Gerais e São Paulo em um percurso de 1,7 mil quilômetros. O lote tem finalidade de expandir a capacidade de transmissão da região Norte de Minas Gerais e, se concretizado, deve empregar 9,8 mil pessoas.

A disputa dos lances se dará pelo valor de Receita Anual Permitida (RAP). Quando houver mais de uma proposta pelo mesmo lote, vencerá a que propuser o menor valor anual de receita.

Os proponentes deverão depositar para a Aneel uma garantia de proposta no valor de 1% do investimento estimado, com prazo de validade igual ou superior a 120 dias após o leilão e renovável por mais 60 dias.

Para a assinatura do contrato de concessão, o proponente vencedor deverá substituir a garantia anterior por uma correspondente a 5%, 7,5% ou 10% do valor do investimento previsto, a depender do deságio oferecido no leilão. (Por Vinícius Lisboa – Agência Brasil) 

Leia também:

Aneel mantém bandeira tarifária verde para o mês de julho
Reajustes salariais por negociações, em junho, chegam a 12%
Prévia da inflação oficial teve alta de 0,69% no mês de junho
Confiança do consumidor volta a crescer no mês de junho
Resolução da CMN fixa em 3% meta de inflação para 2025
Arrecadação de tributos federais cresce 4,13% em maio
Total de empresas ativas cresce 3,7% no Brasil, diz o IBGE
Turismo brasileiro cresce 47,7% em abril, diz FecomercioSP
Aneel aprovou reajuste das bandeiras tarifárias em até 64%
Previsão do Ipea é de estabilidade para setor agropecuário

TAGS:
ANEEL | LEILÃO | INVESTIMENTOS | LINHAS | TRANSMISSÃO