Bolsonaro depõe à PF sobre suposta interferência na polícia

Jair Bolsonaro (sem partido) prestou depoimento à Polícia Federal na noite de quarta-feira (3)

Em 04/11/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Adriano Machado / Reuters

Com o depoimento do presidente, o inquérito deve ser enviado ao procurador-geral da República, Augusto Aras, a quem cabe a responsabilidade de abrir uma investigação contra o chefe do Executivo.

Jair Bolsonaro (sem partido) prestou depoimento à Polícia Federal na noite de quarta-feira, 3, no inquérito que investiga sua suposta interferência na corporação, informa a CNN Brasil nesta quinta-feira, 4.

A oitiva ocorreu devido a uma determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de que o presidente fosse ouvido pela PF dentro de 30 dias - prazo que se encerraria nesse domingo, 7.

Com o depoimento do presidente, o inquérito deve ser enviado ao procurador-geral da República, Augusto Aras, a quem cabe a responsabilidade de abrir uma investigação contra o chefe do Executivo.

O inquérito foi aberto após Sergio Moro, então ministro da Justiça do governo Bolsonaro, revelar que o presidente o pressionava para mexer no comando da Polícia Federal. Moro deixou o cargo em meio à polêmica. (Terra)

Leia também:

Presidente vai discutir preço de combustíveis na volta ao Brasil
Oposição vai à COP26 contrapor versão do governo Bolsonaro
G20: EUA e UE fecham acordo sobre tarifas de aço e alumínio
Após negociações, G20 se aproxima de acordo sobre clima
Bolsonaro tem agenda esvaziada e ironizado pela imprensa
Rainha Elizabeth 2ª cancela sua participação na COP26
Biden edita decreto suspendendo restrições de viagens aos USA
China anuncia restrições após aumento de casos de covid
Joe Biden e Macron falam de uma defesa europeia mais forte
Os EUA têm compromisso de defender Taiwan, diz Joe Biden

TAGS:
BOLSONARO | POLÍCIA FEDERAL | INTERFERÊNCIA | INVESTIGAÇÃO | STF