Bolsonaro fala em editar MP contra passaporte de vacina

O presidente já havia criticado e dito que vetaria uma proposta em tramitação no Congresso.

Em 06/09/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Reuters

Em linha com o que vem sendo praticado por países europeus, a cidade de São Paulo adotou o passaporte de vacina, que exige comprovação de vacinação contra Covid-19 para entrada em eventos com mais de 500 pessoas.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira a apoiadores que avaliará a edição de uma medida provisória para barrar a adoção de um passaporte de vacinação de Covid-19, medida que já vem sendo realizada por alguns municípios.

"Não tem aqui, aquela lei nossa era para valer até o final de 2020, prorrogou, mas lá não está escrito passaporte. Quem prorrogou a lei foi o Supremo, era até 2020, que nem vacina tinha", disse ele aos apoiadores, em aparente referência à lei que decretou emergência de saúde pública por causa da pandemia de Covid-19.

"Era para valer até 31 de dezembro, foi prorrogado, vou ver se consigo por MP revogar esse dispositivo de vacina aí", reforçou ele, em vídeo divulgado pelas redes sociais.

O presidente já havia criticado e dito que vetaria uma proposta em tramitação no Congresso que cria o chamado passaporte Covid, documento que conteria informações sobre a imunização contra coronavírus.

Em linha com o que vem sendo praticado por países europeus, a cidade de São Paulo adotou o passaporte de vacina, que exige comprovação de vacinação contra Covid-19 para entrada em eventos com mais de 500 pessoas, e a prefeitura do Rio de Janeiro passará a exigir a comprovação de vacinação para entrada em locais de uso coletivo a partir do dia 15 deste mês.

Na semana passada, Bolsonaro classificou a adoção do passaporte de vacina como um "crime". A medida também foi criticada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que disse que ela restringirá liberdades individuais. (Por Ricardo Brito - Reuters)

Leia também:

Senador pede convocação de ex-mulher de Bolsonaro à CPI 
Ministro Luiz Fux pede respeito institucional no 7 de setembro
Casagrande participa de reunião com presidente do Senado
PNI: Governadores cobram renovação de compra de vacinas
CPI pede ao STF a condução coercitiva de Marconny Faria
CPI vai ao STF contra decisão que anulou prisão de Roberto Dias
Voto de confiança foi dado, mas não foi retribuído, diz Abag
Lula chama Bolsonaro de tresloucado: "O País precisa de paz"
Caso envolvendo Flávio Bolsonaro pode prorrogar CPI da covid
Centrão já admite derrota de Bolsonaro no primeiro turno
Senado aprova recondução de Augusto Aras à PGR por 55 a 10

TAGS: 
CPI | INVESTIGAÇÃO | MARCONY FARIA | CORRUPÇÃO | STF | IMPEACHMENT | INVESTIGAÇÃO | POLÍTICA