Botafogo goleia Vasco por 4 a 0 e assume a ponta da Série B

O contraste entre Vasco e Botafogo se materializou no clássico de hoje (7), em São Januário.

Em 07/11/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Andre Fabiano/Gazeta Press

O Botafogo está perto do acesso à Série A, enquanto o Vasco vê o inferno de jogar a Segunda Divisão em 2022 ser cada vez mais real.

O contraste entre Vasco e Botafogo se materializou no clássico deste domingo (7), pela 34ª rodada da Série B. O Fogão está perto do acesso à Série A, enquanto o Gigante da Colina vê o inferno de jogar a Segunda Divisão em 2022 ser cada vez mais real. O time visitante fez 4 a 0 no rival, em São Januário, pulou para a liderança e afundou os mandantes de vez.

Agora, o Botafogo conta os dias para sacramentar o acesso, enquanto o Vasco precisa de um milagre, cada vez mais improvável, nas quatro últimas rodadas da Série B. O Fogão aproveitou a instabilidade do rival e não perdoou: no contra-ataque, abriu o placar e viu o Cruzmaltino sentir o gol. A partir daí, foi soberano em campo e fez 3 a 0 logo no primeiro tempo.

Na próxima rodada, o Vasco recebe o Vitória, na quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), em São Januário. Já o Botafogo visita a Ponte Preta, na quinta-feira, às 19h00, no Moisés Lucarelli.

O jogo

Sem Riquelme, suspenso, Fernando Diniz optou por Léo Matos na lateral direita e passou Zeca para a esquerda. Outra mudança do Vasco foi a entrada de MT no meio de campo, no lugar de Andrey. Já o Botafogo foi com Luís Oyama na vaga do suspenso Barreto, com Marco Antônio substituindo o lesionado Chay e com Carlinhos na lateral esquerda.

O Vasco tomou a iniciativa do clássico. Aos nove, MT acionou Cano. O artilheiro girou e soltou a bomba da entrada da área, mas Diego Loureiro espalmou. No escanteio, Ricardo Graça ganhou pelo alto e obrigou o goleiro rival a trabalhar de novo. Assim como aconteceu na derrota para o Guarani, o Gigante da Colina levou gol após um escanteio a favor.

Aos 11, o Botafogo encaixou contra-ataque pela direita e Marco Antônio apareceu livre na área para completar cruzamento de Warley: 1 a 0. A torcida do Vasco logo demonstrou impaciência e hostilizou Morato.

O Vasco sentiu o golpe e o Botafogo não perdoou. Aos 19 minutos, após cruzamento da esquerda de Diego Gonçalves, Rafael Navarro completou e fez 2 a 0. Foi o 13º gol dele na Série B.

A situação do Vasco piorou aos 25 minutos. Léo Matos recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O Gigante da Colina tentava pressionar o Botafogo, mas se desorganizava ainda mais defensivamente. Aos 35, Oyama acionou Marco Antônio. Livre, ele carregou a bola até Lucão, enganou o goleiro e fez 3 a 0. Depois, Pedro Castro quase ampliou após cobrança de falta.

A torcida do Vasco protestou no fim do primeiro tempo, com gritos de "time sem-vergonha". Houve confusão na arquibancada, com torcedores batendo no vidro de proteção. Uma torcedora invadiu o gramado e foi contida pela polícia.

Diniz fez duas mudanças no intervalo e tentou dar mais solidez ao time. Ele colocou Walber e Andrey - saíram MT e Morato. A torcida do Botafogo gritava "olé" para a troca de passes do time e comemorou mais um gol. Aos oito minutos, após cobrança de escanteio, Pedro Castro aparou e Diego Gonçalves completou 4 a 0. A arbitragem chegou a anular o gol, por orientação do VAR, mas voltou atrás e validou o lance.

O Vasco não teve mais forças. O jeito foi lutar para não sofrer mais gols e evitar uma goleada ainda pior. A dura realidade aponta para mais um ano na Série B. Já o Botafogo está cada vez mais perto do acesso. A Série A é logo ali.

Ficha técnica
VASCO 0 X 4 BOTAFOGO
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 07/11/2021, domingo
Horário: 16h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Vinicius Furlan (SP)
Cartões amarelos: Ricardo Graça e Andrey (Vasco) e Pedro Castro (Botafogo)
Cartão vermelho: Léo Matos (Vasco)
GOLS:
Botafogo: Marco Antônio, aos 11′ e aos 35′ do 1ºT, Rafael Navarro, aos 19′ do 1ºT, e Diego Gonçalves, aos 8′ do 2ºT

VASCO
Lucão; Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castán e Zeca; Bruno Gomes, MT (Andrey), Marquinhos Gabriel e Nenê; Morato (Walber) e Cano (Gabriel Pec). Técnico: Fernando Diniz.

BOTAFOGO
Diego Loureiro; Daniel Borges (Ronald), Joel Carli, Kanu e Carlinhos; Luís Oyama, Pedro Castro e Marco Antônio (Matheus Frizzo); Warley (Rafael), Diego Gonçalves (Luiz Henrique) e Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Enderson Moreira.  (Gazeta Press - Gazeta Esportiva)

Leia também:

Atlético-MG supera o América-MG e sobra no brasileirão
JEB’s 2021 chegou ao final com vários recordes na natação
ES encerra participação nos Jogos Escolares com 9 medalhas
Atlético-MG vence o Grêmio e abre na ponta do brasileirão
Mountain bike: Henrique Avancini conquista título Brasileiro
Flamengo abre vantagem apaga e sede empate ao Athletico
Com gol nos acréscimos, Cuiabá vence o Red Bull Bragantino
São Paulo vence o Inter por 1 x 0 e segue rumo ao G6
Flamengo vence Atlético-MG e se mantém na briga pelo título
Arboleda fala do São Paulo de Ceni: Tivemos 3 jogos muito bons

TAGS: 
BRASILEIRÃO | SÉRIE B | BOTAFOGO | VASCO | LÍDER | VOLTA | SÉRIE A