Câmara de Serra aprova ampliação do auxílio emergencial

Benefício de 1.688 famílias passou para 4.233, os R$ 100 passarão para R$ 154 em 12 meses.

Em 25/03/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Divulgação/CMS

"O objetivo da ampliação do programa é minimizar os impactos sociais e econômicos causados às famílias em situação de extrema pobreza", disse o prefeito Sergio Vidigal.

A Câmara de Vereadores de Serra aprovou, na tarde dessa quarta-feira (24) , o Projeto de Lei nº 5285/2021 , de autoria do Executivo, que amplia o Programa de Complementação de Renda do Município da Serra “Pró-Família”, que visa elevar o benefício de 1.688 famílias para 4.233, e o  valor de R$ 100 passará para R$ 154 durante 12 meses., totalizando R$ 1.848,00. 

Dessa forma, a Prefeitura de Serra, por meio da Secretaria de Assistência Social, vai beneficiar a famílias identificadas ate fevereiro de 2021 na base de dados do Cadastro Unico que estejam em situação de extrema pobreza.

“São famílias que, além de se encontrarem em situação de extrema pobreza, ainda não recebem nenhum tipo de benefício de transferência de renda", explicou a secretária de Assistência Social, Lilian Mota.

O Programa Pró-Família já existia e atendia a população que está no Cadastro Único. Contudo, para ampliar o valor e o número de beneficiados, foi necessário criar um novo Projeto de Lei.

"O objetivo da ampliação do programa é minimizar os impactos sociais e econômicos causados às famílias em situação de extrema pobreza durante o estado de emergência e calamidade da pandemia do coronavírus" explica o prefeito de Serra  Sérgio Vidigal..

Os vereadores elogiaram o prefeito e sua equipe pela sensibilidade da proposição apresentada e destacaram que esse auxílio será efetivo no combate aos efeitos causados pela Covid-19, especialmente neste momento em que os munícipes que vivem em extrema pobreza sentem duramente os reflexos da pandemia.

“É importante esta harmonia entre o executivo e o legislativo em busca de soluções para minimizar os impactos sociais e econômicos no município”, declarou o presidente da Câmara Municipal da Serra, Rodrigo Caldeira.

O programa foi intitulado como “Social Serra” e  possibilita, ainda, que município atualize o valor do benefício caso exista a necessidade de continuação do pagamento para os próximos anos utilizando como referência o índice do IPCA-E. (Com informações da Secom/PMS e CMS)

TAGS: 
OBRAS   |   POLÍTICA   |  ECONOMIA   |   CIDADE   |  EMPREGOS   |   IPVA   |   GOVERNO   |   SEFAZ