Estado começa vacinar 12 a 17 anos e 3ª dose para 60 anos

Espírito Santo inicia vacinação de adolescentes com comorbidades e define doses de reforço.

Em 14/09/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Divulgação/Sesa

De acordo com o CIB, a partir desta quarta-feira (15), podem ser vacinados os adolescentes de 12 a 17 anos com deficiências permanentes, além de idosos com 60 anos ou mais que tenham completado o esquema básico há pelo menos 5 meses..

O Governo do Espírito Santo, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), dará início a vacinação dos adolescentes capixabas de 12 a 17 anos com comorbidades. Também foram estabelecidos novos critérios para aplicação da dose de reforço na população idosa. As definições foram publicadas na tarde desta terça-feira (14), por meio das Resoluções da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) n° 171/2021 e 172/2021.

De acordo com o documento, a partir desta quarta-feira (15), podem ser vacinados os adolescentes de 12 a 17 anos com deficiências permanentes, que possuem comorbidades, que sejam gestantes, puérperas e lactantes, ou ainda aqueles privados de liberdade. Para esse público, serão utilizadas exclusivamente doses da Pfizer/BioNTech. 

No ato da vacinação, será necessária a apresentação do documento comprobatório daqueles que possuem condições permanentes, com emissão de, no máximo, três anos. Para os que possuem condições adquiridas e transitórias, a comprovação deverá ser de, no máximo, 90 dias. Vale ressaltar que a cópia será retida no local da vacinação.

Além disso, também está autorizada a imunização de adolescentes sem comorbidades entre 15 a 17 anos. Após a conclusão desses grupos, será a vez dos adolescentes de 12 a 14 anos de idade sem comorbidades. A população de adolescentes de 12 a 17 anos com e sem comorbidades no Espírito Santo é de 338.971 pessoas.

A nova Resolução também redefine a vacinação com a dose de reforço. Antes, a vacina estava destinada para idosos com 70 anos de idade ou mais, além de seis meses ou mais de intervalo da segunda dose ou dose única. A partir da publicação, passa a valer os seguintes critérios: todos os cidadãos do Estado com 60 anos ou mais que tenham completado o esquema básico de vacinação contra covid-19 (segunda dose ou dose única) há pelo menos cinco meses poderão ser imunizados com a dose de reforço.

Para essa campanha, será utilizado a vacina da Pfizer/BioNTech, ou, de maneira alternativa, da Janssen ou AstraZeneca. Até o final da tarde desta terça-feira (14), o Estado havia aplicado 5.697 doses de reforço.

Clique aqui e confira a Resolução N° 171/2021
Clique aqui e confira a Resolução N° 172/2021

Novas doses

As 122.850 mil doses da Pfizer/BionTech que chegaram ao Estado nesta segunda-feira (13) serão destinadas a estes dois novos públicos, além de dar continuidade a vacinação da população capixaba com a segunda dose. 

As novas remessas foram encaminhadas à Central Estadual de Rede de Frio, sendo iniciada a distribuição aos municípios da região Metropolitana nesta terça-feira (14). Já as doses destinadas às regionais de Saúde Norte, Central e Sul serão encaminhadas nesta quarta-feira (15).

O Ministério da Saúde também sinalizou o envio de 25.740 doses da Pfizer/BionTech para a noite desta quarta-feira, sendo destinadas ao mesmo público. (As informações são da Sesa)

Leia também:

Fiocruz volta a entregar doses da vacina contra a covid-19
Vacina é essencial para retomada da economia, diz Queiroga
Falta de AstraZeneca leva São Paulo a usar Pfizer para 2ª dose
Serra abre agenda nesta segunda (13) para vacinar adolescentes
Pandemia causa queda de 26,9 milhões de exames e consultas
Vacina: Brasil recebe hoje (12) mais 5.181.930 doses da Pfizer
Hospital Dr. Jayme realiza a captação de múltiplos órgãos
Fibrose Cística: Prefeitura de Linhares adere ao Setembro Roxo
Estratégias para vacinar adolescentes devem envolver escolas
Cariacica abre vagas para vacina da Covid-19 neste sábado (11)
Aracruz está há mais de 30 dias sem registrar óbitos pela Covid-19
Teste do pezinho ajuda a detectar doenças e prevení-las

TAGS:
SEGUNDA DOSE | REFORÇO | VACINA | SAÚDE | COVID-19 | PANDEMIA | FIOCRUZ