Estado lança projeto piloto da central de teleflagrante da PCES

Governo do Estado lançou, nesta terça-feira (14), o Projeto Piloto da Central de Teleflagrante.

Em 14/09/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Hélio Filho-Secom/ES

Nas Delegacias Regionais, equipes de policiais civis com treinamento específico irão receber ocorrências, gerenciar a comunicação remota e conduzir os envolvidos.

O Governo do Estado lançou, nesta terça-feira (14), o Projeto Piloto da Central de Teleflagrante da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES). O projeto começou a operar nessa segunda-feira (13) e, na prática, possibilita o recebimento de ocorrências de forma remota, dando celeridade aos procedimentos e possíveis autuações de conduzidos.

A Central de Teleflagrante funciona na Chefatura de Polícia, em Vitória, coordenada pelo delegado de polícia Félix Meira de Carvalho Júnior. No local, uma sala foi preparada com computadores, equipamentos de videoconferência e conexão à internet, por meio dos quais Delegados e Escrivães de Polícia farão plantões remotos, recebendo, neste primeiro momento, as ocorrências entregues nos plantões das Delegacias Regionais de Aracruz e Guarapari.

Nas Delegacias Regionais, equipes de policiais civis com treinamento específico irão receber ocorrências, gerenciar a comunicação remota e conduzir os envolvidos.

Em sua fala, o governador Renato Casagrande destacou a importância desse novo serviço para otimizar os recursos, com o objetivo de ampliar o número de plantões no interior do Estado.

"Este é mais um passo importante para a segurança pública capixaba. Estamos incorporando cada vez mais a tecnologia nessa área, otimizando a atuação dos policiais. Assim vamos ter mais delegacias com flagrante, enquanto o policial e o delegado poderão ter liberdade de tempo para investigar, que é a sua atuação primordial", lembrou o governador.

O sistema vai permitir a implantação de plantões em regime de 24h em Delegacias Regionais que nunca operaram nessa atividade. Além disso, como ocorreu em outros estados, esse avanço tecnológico permitirá a melhor distribuição do efetivo policial, contribuindo para a reabertura de unidades desativadas ou em funcionamento precário.

Com o remanejamento de mão de obra dos plantões para outras delegacias, ocorrerá a melhoria da qualificação das provas técnicas e o aumento na resolutividade de crimes e prisões qualificadas.

O delegado-geral da PCES, José Darcy Santos Arruda, destacou que a instituição dá um grande passo rumo ao futuro com o início do projeto. 

Funcionamento

A lavratura do Auto de Prisão em Flagrante (APF) por videoconferência ocorre da seguinte forma: policiais civis, ao receberem uma ocorrência nos plantões de Delegacias Regionais, acionarão a Central Teleflagrante, que lavrará o procedimento on-line, realizando entrevistas e oitivas. Após a finalização do procedimento remoto, o expediente será remetido à delegacia de polícia de origem, por meio da Delegacia On-line (Deon).

Advogados ou defensores públicos poderão acompanhar o procedimento de forma on-line ou presencial. Caso optem pelo formato on-line, será disponibilizado um acesso seguro e privativo para diálogos com os clientes.

O sistema permitirá que o delegado de plantão, localizado na Central Teleflagrante, atenda a mais de um caso simultaneamente, sem que haja prejuízo ao bom andamento dos procedimentos, ou seja: enquanto um procedimento está em preparação ou interrompido, outro poderá ser adiantado, entrevistando-se advogados e defensores, ou procedendo-se às oitivas.

As Delegacias Regionais que forem incluídas no Teleflagrante continuarão a ter Delegados e Escrivães de Polícia atuando de forma presencial, nos horários de expediente, tanto para a condução das investigações, quanto para o atendimento da população e advogados.

Viaturas

Durante o lançamento do projeto, o governador Renato Casagrande fez a entrega de mais 24 viaturas, que vão reforçar a frota da PCES. O investimento dentro do Programa Estado Presente em Defesa da Vida foi de R$ 203.391,00 por viatura, sendo adquiridos automóveis do tipo caminhonete, da marca Mitsubishi modelo L200 Triton GL.

As viaturas contam com tração 4X2 e 4X4, motor turbo de 160 cv, compartimento para transporte de detidos, além de engate para reboque e sensor e câmera de ré. Elas serão destinadas às unidades policiais da Capital e interior do Estado.

"Estamos reestruturando as forças de segurança que encontramos destruídas em 2019. Estamos fazendo um investimento gigantesco e estruturante na área de Segurança Pública. São equipamentos, armamentos, viaturas, infraestrutura e uso da tecnologia. Tudo isso com o apoio da nossa Bancada Federal, dos deputados estaduais e das forças de segurança, que têm feito uma atuação extraordinária. Dessa forma vamos recuperando a área da segurança pública”, ressaltou Casagrande.  
(As informações são do Governo/ES)

Leia também:

Governo investe na ampliação e melhoria do saneamento na Serra
Governador do Estado visita obras de mobilidade em Vitória
Antiga sede do Saldanha será a Casa do Turismo Capixaba
Solenidade restrita marca celebração do 7 de setembro no ES
Casagrande inaugura Centro de Referência das Juventudes
Educação no trânsito do Detran|ES atuando em São Mateus
Governo do ES autoriza obras da ES-383, em Alfredo Chaves
Governo do Estado anuncia conexões do Transcol para Viana
Detran|ES repassa R$ 36 milhões para fiscalização de trânsito
ES lança Operação Patrulha da Comunidade na Grande Vitória
Governo do ES anuncia a reforma de praça na Expedito Garcia
Detran|ES amplia convênio com cartórios para habilitação
Detran reforça sinalização turística no município de Guaçuí

TAGS:
TELEFLAGRANTE | PROJETO | ESTADO | PCES | GOVERNO | SEGURANÇA