Findes e ABDI firmam parcerias para transformação digital

Prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, participou da agenda que inclui visita ao Instituto Senai

Em 16/06/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Jansen Lube/Findes

Um dos projetos que será objeto de parceria entre Findes e ABDI é o chamado Monitor das Profissões.

A Federação das Indústrias do Espírito Santo(Findes) recebeu nesta terça-feira (15) o presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Igor Calvet, para uma agenda intensa que incluiu visitas ao Findeslab e ao Instituto Senai de Tecnologia em Eficiência Operacional, em Vitória.

A presidente da Findes, Cris Samorini, anunciou, ao final do encontro, parcerias com a ABDI nas áreas de transformação digital e inovação.

Dois projetos da ABDI deverão ser desenvolvidos em parceria com a Findes, por meio de um plano de trabalho iniciado nesta terça. (Confira abaixo).

A visita do presidente da ABDI à Findes incluiu agendas com o secretário estadual de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann; o subsecretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Denio Rabello; o  (o secretário municipal de Governo, Roberto Carneiro; o coordenador da bancada capixaba em Brasília, deputado federal Josias Da Vitória, e o diretor técnico do Sebrae, Luiz Toniato.

Profissões e testbeds

Um dos projetos que será objeto de parceria entre Findes e ABDI é o chamado Monitor das Profissões, para qualificar profissionais em tecnologias digitais e conectá-los ao mercado de trabalho para suprir a demanda por profissionais com habilidades e conhecimentos nessas tecnologias, por meio de uma plataforma digital.

O outro projeto é o Data Labs 4.0. O objetivo do Data Labs é aumentar o alcance das iniciativas de testbeds da ABDI. Testbeds são como laboratórios de aplicações de conceitos da Indústria 4.0, nas quais soluções explorando o uso de tecnologias são testadas em um ambiente que simula o chão de fábrica.

Os testbeds podem mostrar às empresas o potencial das tecnologias e impulsionar o investimento privado em manufatura avançada.

FindesLab

Igor Calvet foi recebido no Findeslab pela presidente da Findes, o diretor-geral da Federação, Roberto Campos de Lima; o chefe de Gabinete da Presidência, Leonardo de Paula; o diretor executivo do Ideies, Marcelo Saintive; e a diretora de Inovação e Tecnologia do Senai, Juliana Gavini.

“A ABDI está totalmente conectada com a nossa agenda de inovação e transformação digital. Esperamos estreitar nesta oportunidade diversas frentes de cooperação. Somente aqui no Findeslab já mapeamos mais de 900 demandas de inovação e já tivemos R$ 22 milhões investidos em projetos apoiados por este hub”, disse Cris Samorini.

A ABDI é um órgão de articulação dos diversos atores públicos e privados envolvidos na formulação e execução de ações e medidas para o aumento da competitividade do setor produtivo brasileiro, com foco na inovação, transformação digital e produtividade.

A agência está vinculada ao Ministério da Economia, por meio de Contrato de Gestão, com metas anuais de resultados.

O presidente da ABDI destacou que o Brasil deve trabalhar simultaneamente com diversas agendas.

“Temos agendas do século 19, como saneamento básico, do século 20, que são as reformas estruturantes, especialmente a tributária e a administrativa, e a do século 21, que é a transformação digital. Todas elas devem andar com a mesma intensidade”, disse Igor Calvet.

Segundo o Fórum Econômico Mundial, a Economia Digital deve movimentar US$ 100 trilhões nos próximos 10 anos em todos os setores, e 100% dos empregos sofrerão mudanças por causa dos avanços tecnológicos acelerados.

“Em 2025, 25% do PIB Mundial virá da Economia Digital. Ela cresce 2,5 vezes mais rápido que a economia tradicional”, disse Calvet.

O secretário Tyago Hoffmann destacou a baixa produtividade do trabalhador brasileiro e a necessidade da transformação digital, para alavancar essa produtividade.

“A Findes tem feito um papel fundamental na promoção da inovação, e está totalmente integrada ao papel da ABDI. O Brasil há décadas não tem uma política industrial e, por isso, sofre agora um processo de desindustrialização precoce”, disse o secretário.

O diretor do Sebrae, Luiz Toniato, destacou a Mobilização Capixaba pela Inovação, que une governo, empresas e academia para desenvolver o ecossistema local de inovação. “Essa união que vemos aqui no Espírito Santo não se encontra em demais Estados”, disse Toniato.

ABDI é parceira do IDEIES

O acordo de cooperação técnica firmado entre a ABDI e o Ideies tem por objetivo estabelecer a cooperação visando à sensibilização das indústrias do Espírito Santo para participarem da pesquisa nacional de maturidade digital realizada pela ABDI.

O projeto Jornada Digital da ABDI tem como escopo dar consequência prática à transformação digital nas micro e pequenas empresas do país.

O Espírito Santo, por intermédio da parceria ABDI/FINDES-Ideies, é o Estado piloto para essa sequência. Já são cerca de 30 empresas interessadas em participar dessa etapa.

A vigência do acordo de cooperação técnica é de 2 anos.  Em conjunto, as instituições buscarão promover ações para o desenvolvimento industrial do Estado por meio da transformação digital das empresas

Instituto SENAI 

No IST, os dirigentes da Findes e o presidente da ABDI se reuniram com o prefeito Lorenzo Pazolini. Igor Calvet apresentou ao prefeito o projeto da Agência para Cidades Inteligentes.

O propósito da iniciativa é fortalecer a inovação e o mercado de soluções tecnológicas, favorecer o empreendedorismo e a geração de emprego e renda, contribuindo com startups e empresas de base tecnológica.

O prefeito Pazolini demonstrou interesse no projeto e sugeriu uma reunião de trabalho para conhecer melhor as iniciativas.

O IST, na Beira Mar, em Vitória, está conectado com mais de 83 centros pelo país. Ele é pioneiro em práticas voltadas para a eficiência operacional com foco no aumento da produtividade e competitividade das empresas.

O espaço possui dois serviços fundamentais: ‘Laboratório de Práticas Lean’, para teste e validação de ferramentas visando uma produção mais enxuta; e o ‘Laboratório Aberto’, um ambiente de criatividade e inovação com foco em prototipagem e validação de novos conceitos, tecnologias e negócios.

O ‘Laboratório Aberto’ é o primeiro spacemaker de Vitória, uma espécie de coworking da indústria, e é aberto para a sociedade. O local conta com consultores, salas de reunião, sala de treinamento executivo e espaço para equipamentos portáteis. (Por André Hees - AsImp/Findes)

Leia também:

Obesidade contribui para aparição de até 13 tipos de câncer
ASCO 2021: Encontro global debate avanços contra o câncer
Vitória abre agenda para as visitas guiadas à Praça da Ciência
Procon de Vitória abre cadastro para mutirão de quita dívidas
Prefeito Pazolini entrega mais uma casa moradora do Bonfim
Vitória abre neste sábado mais 1.200 vagas para vacinação
Evento online vai orientar jovens a empreender com sucesso
Prefeito Pazolini visita obra do CMEI Rubens Vervloet Gomes
Procon de Vitória realiza mutirão para ajudar endividados
Vitória já aplicou mais de 200 mil doses da vacina contra covid
Prefeitura entrega nova escadaria da Basílica Santo Antônio
Em Vitória, um estudante com 103 anos está na sala de aula
Pazolini visita obras de saneamento e lazer na Poligonal 1
Prefeitura de Vitória instala novos refletores no Caramuru
Mata Atlântica: Parque da Fonte Grande tem novos mirantes
Nova lei proíbe nomeação de condenados por crimes sexuais
Mega-ação retira mais 28 ton de resíduos da baía de Vitória
Vitória abre agenda para vacinar professores de 40 a 59 anos
Prefeitura retira 111 toneladas de resíduos da baía de Vitória

TAGS:
STARTUPS | TECNOLOGIA | 5G  | INTERNET | DADOS | CIÊNCIA | MOTOR | LABORATÓRIO