Flamengo vence o Vélez de virada em estreia na Libertadores

O Flamengo derrotou o Vélez Sarsfield, de virada, na noite desta terça-feira (20) por 3 a 2.

Em 21/04/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Juan Mabromata/POOL/AFP

O Flamengo derrotou o Vélez Sarsfield, de virada, na noite desta terça-feira (20) por 3 a 2, no Estádio José Amalfinati, em Buenos Aires, na Argentina. O jogo foi válido pelo Grupo G da Libertadores, que agora tem os brasileiros na liderança com três pontos. Os argentinos seguram a lanterna em uma chave onde nesta quarta-feira jogam, no Chile, Unión La Calera e LDU, do Equador. Arão, Gabigol e Arrascaeta fizeram os gols dos vitoriosos, enquanto Janson descontou duas vezes para os donos da casa.

O Flamengo começou o jogo com mais posse de bola, mas sem muita capacidade de penetração. Assustou aos seis minutos, quando Gabigol, livre de marcação, não alcançou um cruzamento. Com uma postura mais ofensiva os brasileiros acabaram sendo surpreendidos no contra-ataque. Assim o Vélez Sarsfield abriu o marcador aos 20 minutos. Lucero fez boa jogada individual, deixou Gustavo Henrique caído no chão e rolou para o complemento certeiro de Janson.

A vantagem não alterou a estratégia do Vélez, que se fechou ainda mais. Com o Flamengo nervoso, sem conseguir criar, os argentinos quase ampliaram em outro contra-ataque aos 39 minutos. Almada avançou e chutou à direita do goleiro Diego Alves.

Para conseguir o empate o Flamengo precisava apelar para a habilidade de seus craques e isso acabou decidindo aos 43 minutos. Após rebote, Gérson fez grande jogada e furou a defesa com um belo passe para Arão. O volante, que atuou como zagueiro, só teve o trabalho de deslocar o goleiro Hoyos e decretar a igualdade. E por muito pouco o Rubro-Negro não foi em vantagem para um intervalo em um lance exatamente igual. Gérson dessa vez acionou Everton Ribeiro, mas este tirou muito do arqueiro e mandou a bola para fora.

Na volta para o segundo tempo o Flamengo viu o Vélez voltar a ficar em vantagem logo aos oito minutos. Galdames cobrou escanteio, Gianetti tocou de cabeça e ajeitou para o complemento de Janson marcar seu segundo gol no jogo.

Mas o clima de tensão durou pouco e o Flamengo empatou aos 15 minutos. Gabigol tentou se livrar de Hoyos e foi derrubado pelo goleiro. O árbitro Wilmar Roldán deu corretamente o pênalti, convertido pelo próprio artilheiro.

Aos 18 minutos Arrascaeta perdeu boa chance, ao chutar para fora de dentro da área em complemento de cruzamento de Everton Ribeiro. Aos 30 foi a vez de Gabigol voltar a assustar o goleiro em chute de fora da área. Mas a bola foi para fora. No lance seguinte o arqueiro operou um milagre em chute do artilheiro.

A virada estava madura e ela veio aos 34 minutos. Em meio a uma polêmica sobre a sua permanência no clube, De Arrascaeta fez um golaço em chute de fora da área e colocou o Rubro-Negro em vantagem.

A situação do Flamengo ficou mais fácil aos 41 minutos quando Mancuello, que tinha acabado de entrar, foi expulso por uma entrada violenta em Gabigol.

As duas equipes voltam a campo pela Copa Libertadores já na próxima semana. Na terça-feira o Rubro-Negro recebe o La Calera do Chile no Maracanã, às 19h15(de Brasília). Já o Vélez, no mesmo dia, visita a LDU em Quito. Antes disso, no sábado, às 19h(de Brasília), o Flamengo encara o Volta Redonda pelo Campeonato Carioca.

"Santos perdeu (2 x 0) jogando em casa"

Não foi a estreia esperado pelos torcedores. Na noite desta terça-feira, o Santos jogou mal e perdeu por 2 a 0 para o Barcelona-EQU, na Vila Belmiro, pela primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Garcés e Pará (contra) fizeram os gols do jogo.

Na próxima rodada, terça-feira, o Santos viaja para Buenos Aires para enfrentar o Boca Juniors. Antes, no entanto, a equipe enfrenta Novorizontino (sexta) e Corinthians (domingo), ambos pelo Paulistão.

O jogo

No primeiro tempo, o Barcelona surpreendeu. Com uma marcação pressão no campo do Santos, o time equatoriano não deixou o Peixe sair com facilidade e ainda ameaçou. Aos 11 minutos, em jogada pela direita, Pineida cruzou e Damian Diaz bateu de primeira, mas a bola passou raspando a trave esquerda de João Paulo.

O time comandado por Ariel Holan só começou a acordar depois dos 20 minutos. Na primeira chance, aos 22, Marinho aproveitou rebote da zaga e chutou, mas Burrio defendeu. Aos 24, Marcos Leonardo recebeu na área, girou o corpo e chutou, mas acertou a rede pelo lado de fora.

No melhor momento do Peixe na partida, a chuva aumentou. Um verdadeiro temporal caiu na Vila Belmiro, poças começaram a serem formadas no gramado e o Santos esfriou. O Barcelona aproveitou e teve outra boa chance aos 43, com Pineida, mas o goleiro João Paulo fez boa defesa.

O Barcelona abriu o placar logo no início do segundo tempo. Aos sete minutos, o Santos saiu jogando errado, Martínez recebeu na área e cruzou para Garcés empurrar para o gol.

Após o gol, o técnico Ariel Holan trocou Madson e Gabriel Pirani por Vinícius Balieiro e Lucas Braga, mas o Peixe continuou perdido em campo. Aos 15 minutos, Martínez soltou a bomba da intermediária e acertou o travessão do goleiro João Paulo.

O segundo gol saiu aos 23 minutos. Damian Diaz deu bom passe para Michael Hoyos, que chutou cruzado. A bola bateu em Pará e entrou.

O Santos ainda mudou, mas seguiu sem inspiração e o Barcelona-EQU conseguiu controlar o jogo. (Lance!)

"Internacional estreia com derrota para o Always Ready"

Jogando fora de casa e com a dificuldade da altitude boliviana, o Internacional não conseguiu segurar a pressão do Always Ready e perdeu por 2 a 0 pela Libertadores. O Colorado aceitou a pressão do adversário, pouco atacou e deixou muitos espaços para os donos da casa no Estádio Hernando Siles, em La Paz.

Com o resultado desta noite de terça-feira, o Always Ready estreia na Libertadores de 2021 com três pontos, na primeira colocação do grupo B. Já o Internacional fica na lanterna do grupo, ainda sem pontuar na competição.

O Internacional volta a campo pela Libertadores na próxima terça-feira, quando recebe o Deportivo Táchira no Beira-Rio. A partida está marcada para as 19h15 (de Brasília). Já na quinta-feira, é a vez do Always Ready visitar o Olimpia no Defensores Del Chaco, às 23 horas.

O jogo

Buscando aproveitar a vantagem de jogar em casa e na altitude de La Paz, o Always Ready partiu para cima do Internacional e propôs uma marcação alta, no campo dos visitantes. A equipe de Miguél Ángel Ramírez sofreu para conseguir ter efetividade na saída de bola e tomou pressão dos donos da casa.

Mesmo chutando muito ao gol de Marcelo Lomba, a equipe boliviana não conseguiu abrir o placar e viu o jogo ficar mais equilibrado com o passar do tempo. Os gaúchos começaram a agredir mais o adversário e partiram para o ataque depois dos primeiros 30 minutos, mas também não conseguiram encontrar o primeiro gol da partida. Rodrigo Dourado organizou bem o meio-campo do Internacional.

O Inter voltou para o segundo tempo com duas alterações e resolveu colocar mais um zagueiro, Lucas Ribeiro. Mesmo assim, os bolivianos conseguiram abrir o placar aos sete minutos, com Saucedo. O camisa 22 recebeu a bola na frente da área e, com liberdade, acertou um belo chute no ângulo de Lomba.

Buscando ser mais ofensivo, Ramírez promoveu diversas substituições e aproveitou para tirar Lucas Ribeiro, que havia entrado no intervalo. Mesmo assim, os donos da casa seguiram jogando melhor e não deram muitas oportunidades ao Internacional. Já nos acréscimos, Algarañaz aproveitou erro na saída de bola de Zé Gabriel, recebeu bola de Saucedo e definiu o placar final do jogo. (Gazeta Press - Gazeta Esportiva)

TAGS
SÃO PAULO FC   |   LIBERTADORES    |   TÓQUIO 2020   |   SUPERLIGA   |   UEFA   |   F1   |   AUTOMOBILISMO