Governo do Espírito Santo inicia reforma do Saldanha da Gama

Objetivo é transformar prédio na futura sede da Fapes que hoje funciona em salas alugadas.

Em 04/01/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Rodrigo Araujo/Governo-ES

O Governo do Estado iniciou, nesta segunda-feira (4), as obras de reforma da antiga sede do Clube de Regatas Saldanha da Gama, localizada no Centro de Vitória. A novidade foi anunciada pelo governador Renato Casagrande em transmissão ao vivo pelas redes sociais. Nesta primeira etapa, serão realizadas as seguintes intervenções no imóvel: conserto dos telhados, lavagem do prédio, retirada de infiltrações, recuperação de rebocos, trocas de esquadrias, portas, janelas, peças sanitárias, pisos, entre outras.

O objetivo do Estado é transformar o prédio na futura sede da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), que atualmente funciona em salas alugadas de um edifício na Mata da Praia. O projeto para o espaço conta ainda com museu virtual e espaço gastronômico, ambos abertos ao público, integrando assim cultura, inovação e turismo.

“Estamos dando início a reforma do Saldanha da Gama, visando resgatar a nossa história e seguir com o projeto de revitalizar o Centro de Vitória. O local tem uma paisagem linda e que já foi frequentado por muita gente. É um prédio histórico. Em uma negociação com a Prefeitura, recebemos o prédio do Saldanha e vamos transformar na sede administrativa da Fapes, além de construir um museu virtual contando a história do local, de Vitória e consequentemente de parte do Espírito Santo. Também teremos um café para que as pessoas possam vir e desfrutar dessa paisagem”, afirmou o governador.

A secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, lembrou que a propriedade da antiga sede do Saldanha para o Estado foi regularizada em dezembro. “Agora, o imóvel poderá ser reformado para sediar mais uma repartição pública estadual, fortalecendo assim o projeto prioritário de constituir o Núcleo Administrativo do Governo no Centro de Vitória”, destacou.

O diretor-presidente da Fapes, Denio Rebello Arantes, enfatizou a satisfação em fazer parte desse momento importante para o próprio órgão e também para o Governo do Estado.

“A aquisição do Saldanha da Gama tem sido fruto de uma longa articulação junto à Secretaria da Gestão e Recursos Humanos. Nós, da Fapes, estamos muito felizes pela conquista de uma sede própria, tendo, ao mesmo tempo, a oportunidade de proporcionar a recuperação de um monumento histórico e importante ponto turístico da Capital capixaba. Muito obrigado, governador”, declarou.

“Quem passar pelo Saldanha vai notar que a empresa responsável pela reforma já está no imóvel, iniciando a limpeza do local. Neste primeiro momento, iniciamos com o trabalho de manutenção do espaço, com investimentos em torno de R$ 1 milhão, e num segundo momento instalaremos os equipamentos e o que mais for necessário para a ocupação da Fapes e funcionamento do museu”, ressaltou o diretor-presidente do Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), Luiz Cesar Maretto.

História

O Forte São João foi construído, no início do século XVIII, para ser uma fortaleza e proteger a ilha de Vitória de invasões estrangeiras. Em 1931, foi oficialmente comprado pelo Clube de Regatas Saldanha da Gama e passou a ser espaço aberto à prática de esportes, festas e solenidades. Hoje, o Saldanha da Gama é a única construção com características de fortificação existente na Capital. (Com informações da Assessoria de Comunicação do Governo do ES)