Holcim vende negócios de cimento no Brasil para a CSN

A Holcim informou nesta sexta-feira (10) que concordou em vender negócios de cimento.

Em 10/09/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Unidade de cimentos da Holcim/Reuters

Em nota separada, a CSN disse que o acordo adiciona uma capacidade produtiva à da CSN Cimentos de 10,3 milhões de toneladas de cimento por ano.

A Holcim informou nesta sexta-feira (10) que concordou em vender negócios de cimento no Brasil para a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), dizendo que o desinvestimento no valor base de 1,025 bilhão de dólares reduzirá significativamente seu índice de dívida.

“Este desinvestimento é mais um passo em nossa transformação para nos tornarmos líder global em soluções de construção sustentáveis ​​e inovadoras, nos dando flexibilidade para continuar investindo em oportunidades de crescimento atraentes”, disse o presidente-executivo da Holcim, Jan Jenisch, em comunicado.

A Reuters informou mais cedo na sexta-feira que a unidade de cimento da siderúrgica brasileira estava perto de adquirir os ativos da empresa suíça no país.

O desinvestimento inclui cinco fábricas de cimento integradas da Holcim, quatro estações de moagem, seis unidades agregadas e 19 fábricas de concreto pronto, disse a maior fabricante de cimento do mundo.

Em nota separada, a CSN disse que o acordo adiciona uma capacidade produtiva à da CSN Cimentos de 10,3 milhões de toneladas de cimento por ano por meio de plantas estrategicamente localizadas no Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, além de substanciais reservas de calcário de alta qualidade e unidades de concreto e agregados.

“São esperadas relevantes sinergias operacionais, logísticas, de gestão e comerciais, com espaço para evolução de mix de produtos e expansão da base de clientes, disse a CSN em fato relevante.

Ainda segundo a CSN, o acordo se insere na estratégia de expansão da CSN Cimentos em meio à recuperação do consumo de cimento no Brasil, “demonstrando a capacidade da empresa de assumir papel de destaque no setor”.

Com o fechamento da operação, a CSN Cimentos passará a ter uma capacidade total de 16,3 milhões de toneladas ao ano e “presença cada vez mais abrangente no território nacional como um produtor relevante e de baixo custo”. (Por Brenna Hughes Neghaiwi - Reuters)

Leia também:

Minério de ferro tem 2ª perda semanal com colapso da demanda
Com pandemia, companhias aéreas cortam voos para o Brasil
Briquete verde pode reduzir em até 10% as emissões de CO2
Pequenos negócios lideram geração de novos empregos em julho
Saudi Aramco reduziu os preços de petróleo para a Ásia
Terceiro CD de Revsol do Estado inaugurado em Cachoeiro
Mulheres começam nova jornada com formação em depilação
AEC retoma reuniões presenciais do Conselho Operacional
ArcelorMittal irá utilizar água de esgoto sanitário na indústria
Fraca demanda: Minério de ferro tem queda de 8,6 % na China
Confiança Empresarial sobe 0,5 ponto em agosto ante julho

TAGS: 
HOLSIM | CIMENTO | CSN | COMMODITY | MINÉRIO | CENÁRIO | ECONOMIA | NEGÓCIOS