JEB’s 2021 chegou ao final com vários recordes na natação

A disputa reuniu 421 nadadores de todo o Brasil, um recorde absoluto de participantes.

Em 06/11/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania

Competição no Parque Aquático Maria Lenk reuniu mais de 400 atletas, maior número de nadadores em um mesmo evento nos 14 anos da arena.

Inaugurado em 2007, o Parque Aquático Maria Lenk, no Parque Olímpico da Barra, se despediu do campeonato de natação dos Jogos Escolares Brasileiros – JEB’s 2021. A disputa reuniu 421 nadadores de todo o país, o que representou um recorde absoluto de participantes, segundo explica o técnico de natação Alex Pussieldi, que atuou na coordenação do campeonato.

"A piscina do Maria Lenk nunca recebeu tantos nadadores em um único evento em todos esses 14 anos”, ressalta Pussieldi. “No primeiro dia, tivemos até um problema com a piscina de aquecimento, porque eram tantos nadadores juntos que a água transbordou. Foi uma coisa impressionante", revelou o técnico.

Marcada por muito empenho dos atletas em todas as provas e por animação nas arquibancadas em todos os dias de disputa, a natação dos JEB’s proporcionou emoções não apenas para os estudantes.

Atualmente atuando como professora de natação em São José dos Campos (SP), a paulista Paula Renata Aguiar desembarcou no Rio de Janeiro como uma das técnicas da equipe feminina do estado de São Paulo. Entre as atletas estava sua filha, Ana Julia Aguiar, de 12 anos, que voltará para casa com quatro medalhas: bronze nos 50m borboleta, prata no revezamento 4 x 50m medley e ouro no revezamento 4 x 50m livre e nos 50m livre.

"Eu achei os JEB’s muito legal. Foi uma experiência incrível para mim, uma das melhores da minha vida”, avalia Ana Julia. Estar com o pessoal mais velho, nadar com pessoas mais fortes, de outro nível, de outros estados. Eu nunca tinha disputado uma competição tão importante. Não esperava que fosse ser tão incrível assim", disse.

Os pódios de Ana Julia dão sequência à tradição da família nos JEB’s, já que a mãe conta, com orgulho e uma ponta de nostalgia, que também é medalhista na competição.

-stou muito feliz por estar aqui, porque os JEB’s fizeram parte da minha vida, disse Paula Renata. Ela disputou os JEB’s em 1989 e em 1990 e ganhou cinco medalhas: três de ouro, uma de prata e uma de bronze.

"Inclusive, competi nos JEB’s com a Fabíola Molina, uma amiga querida, que depois se tornou atleta olímpica", ressaltou a professora paulista.

Fabiola Molina, que disputou as Olimpíadas de Sydney 2000, Pequim 2008 e Londres 2012, conquistou quatro medalhas de bronze e uma de prata em Jogos Pan-Americanos e é uma das maiores nadadores que o país já produziu e é Embaixadora dos JEB ‘s.

Renata disputou as edições dos Jogos Pan-Americanos de Cuba 1991 e Mar del Plata 1995 junto com Fabíola Molina e as duas se reencontraram à beira da piscina do Maria Lenk nos JEB’s e mataram a saudade dos tempos de atletas. As duas têm o interior de São Paulo como origem. Paula é de Catunduva e Fabiola de São José dos Campos.

"Treinamos juntas de 1991 a 1994 em São José dos Campos e tinha um bom tempo que a gente não se via, ainda mais com essa pandemia. Fui eu quem falei para ela que teriam os JEB’s e que era para a Ana Julia correr atrás para a seletiva. Foi uma alegria dupla, porque a Ana Julia se classificou e a Paula foi convocada como treinadora", disse Fabíola.

A alegria de Fabíola era compartilhada pelos atletas que saíam da piscina, principalmente por aqueles que conquistaram pódios nos JEB’s. A paranaense Ana Julia Gomes, de 14 anos, foi uma das atletas que subiu ao pódio no último dia de provas. Bronze nos 50m costas, ela quase não tinha mais voz, pois durante todo o evento, quando não estava competindo, estava nas arquibancadas, apoiando os colegas da delegação.

"Acabei de conseguir minha primeira medalha individual. Estou sem voz de tanto torcer. Os JEB’s são uma competição muito legal. Está tudo divertido. Todos os estados estão gritando muito e está uma união excelente. Amei essa competição", afirmou a nadadora.

Campeão nos 50m livre, Otávio Jorge Melo, do Rio Grande do Norte, foi outro que estava radiante.

-Estou muito feliz! Agradeço a Deus e deixo um beijo para a minha mãe- disse o medalhista de ouro, fazendo questão de mandar um recado para sua torcedora número 1. (Parceria Lance & IstoÉ)

Leia também:

ES encerra participação nos Jogos Escolares com 9 medalhas
Atlético-MG vence o Grêmio e abre na ponta do brasileirão
Mountain bike: Henrique Avancini conquista título Brasileiro
Flamengo abre vantagem apaga e sede empate ao Athletico
Com gol nos acréscimos, Cuiabá vence o Red Bull Bragantino
São Paulo vence o Inter por 1 x 0 e segue rumo ao G6
Flamengo vence Atlético-MG e se mantém na briga pelo título
Arboleda fala do São Paulo de Ceni: Tivemos 3 jogos muito bons
Flamengo e Atlético-MG fazem clássico com cara de decisão
Alunos de Vila Velha viajam para participar dos Jogos Escolares

TAGS: 
JEB's | RECORDE | MEDALHAS | ATLETAS | ESPORTE | NADADORES