João Neiva oferece reabilitação física e funcional gratuitos

O Crefneiva faz tratamentos para reabilitação física e funcional em diferentes especialidades.

Em 21/07/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Divulgação/PMJN

Além dos serviços executados no próprio prédio, também há o atendimento domiciliar para as pessoas acamadas.

Você sabia que o Centro de Reabilitação Física (Crefneiva), mantido pela Prefeitura de João Neiva, por meio da Secretaria de Saúde (Semsa), realiza tratamentos para reabilitação física e funcional em diferentes especialidades? Além da utilização de equipamentos modernos o Crefneiva conta com uma equipe profissional capacitada para suprir as necessidades da população no que diz respeito à atenção primária especializada.

Além dos serviços executados no próprio prédio, também há o atendimento domiciliar para as pessoas acamadas. Fazem parte do time as fisioterapeutas Gisely Bobbio Neves, Bárbara Marinho Carrareto e Sarah Nascimento, além da secretária do setor, Eliani Rossoni.

As atividades são gratuitas e funcionam da seguinte forma: o paciente é encaminhado ao tratamento pelo médico (neurologista, ortopedista, reumatologista, clínico, etc) e passa por uma triagem, onde é classificada a prioridade no atendimento, conforme a gravidade e intensidade da patologia e seus sintomas. A partir de então o paciente aguarda na lista de espera até ser chamado e iniciar o tratamento.

Sarah ressalta que a presença do fisioterapeuta é muito importante na equipe multiprofissional do SUS, pois a população apresenta uma grande demanda de disfunções ortopédicas (artroses, hérnias de disco, amputações, fraturas), neurológicas (sequela de AVC, lesões traumáticas, paralisias) e, atualmente, surgiu também a demanda para reabilitação dos pacientes pós-covid, com sequelas respiratórias, cardíacas e musculares. “A fisioterapia atua na reabilitação funcional do paciente, devolvendo a pessoa ao mercado de trabalho, reduzindo a dependência de cuidadores e minimizando suas dores, melhorando consideravelmente sua qualidade de vida”.

Maurício Pandolfi Junior, 30, conta que a fisioterapia o ajudou muito nas duas lesões que sofreu.

“O atendimento é ótimo, os profissionais que ali trabalham são muito prestativos. O tratamento está ajudando na reabilitação e me dando confiança para que eu possa voltar à normalidade. Queria agradecer a todos os profissionais do local, pois apesar de sermos pacientes o tratamento nos faz sentir parte da equipe”.

Como os casos mais graves são prioridades para a realização da reabilitação física, os pacientes com sintomas leves acabavam esperando mais tempo nessa lista. Para atender essas pessoas, o Crefneiva começou a disponibilizar a terapia de grupo, reunindo até cinco pacientes com sintomas de leve intensidade e crônicos que não necessitam de atendimento individual.

“Com esse trabalho a prefeitura conseguiu beneficiar mais pessoas, diminuindo a lista de espera. Devido à pandemia a quantidade de vagas é reduzida, mas assim que possível aumentará e favorecerá ainda mais pacientes”, explica Bárbara.

Bárbara acrescenta que na terapia de grupo são efetuadas atividades funcionais com exercícios físicos e abordagem preventiva e de promoção de saúde.

“O projeto é inovador no município, de vanguarda. Com ele estamos conseguindo abranger a saúde física e mental do paciente, que após um ano de isolamento na pandemia pode se reunir, interagir com colegas e tornar o tratamento um momento alegre e divertido”.

A paciente Aucilene do Nascimento Castro, 58, faz a terapia de grupo e achou uma ótima ideia.

“Estou gostando muito. Dá disposição e a gente se diverte. As meninas são muito pacientes e prestativas conosco. Quando fazemos as atividades elas perguntam se está doendo algum lugar, se a gente está sentindo o esforço, se dá para continuar”.

Gisely informa que o Crefneiva atende sequelas de AVC, paciente pós cirúrgicos, doenças reumáticas, ortopédicas e musculares, entre outras.

“O local funciona de segunda a sexta, de 7 às 16h30. Os atendimentos acontecem tanto na sede quanto no domicílio do paciente, no caso dos acamados e impossibilitados de comparecerem à sede”.

Segundo as profissionais, os casos mais graves já atendidos foram: Esclerose Lateral Amiotófica (ELA), amputação de membros inferiores e superiores, tetraplegias, paraplegia, sequela de traumatismo craniano, fibrose cística, e atualmente os pacientes pós-covid que ficaram em situação grave e que foram entubados, além de sequelas de AVC.

Vale ressaltar que devido ao período pandêmico foi necessário reduzir a quantidade de pacientes atendidos por horário, para diminuir a aglomeração de pessoas.

“Acreditamos que com a vacinação de um maior número de munícipes poderemos aumentar a quantidade de pacientes atendidos por horário e reduzir assim o tempo de espera”, relata Bárbara. (Por Sumaida Zuccolotto - Ascom/PMJN)

Leia também:

Controle interno: Vitória passou a fazer parte do Time Brasil
Residencial Santa Cecília contemplará 35 famílias de Vitória
Licitação da folha de pagamento renderá R$ 39,1 milhões
Vitória convoca professores aprovados em processo seletivo
Pazolini assina decretos que estimulam economia e gerem renda
Novo retorno da Alexandre Buaiz liberado neste domingo (18)
Prefeitura faz mutirão para limpeza na Ponte da Passagem
Projovem capacita alunos para entrar no mercado de trabalho
Controle dos semáforos do trânsito de Vitória via internet
Trânsito é liberado na região da Basílica de Santo Antônio
Vitória vai oferecer 100 mil consultas e exames oftalmológicos
Esperança e alívio: Vitória vacina pessoas com 30 anos ou mais
Vitória abre mais 5.700 novas vagas para vacinar contra a gripe
Vitória disponibiliza fisioterapia respiratória para pacientes
Procon de Vitória fiscaliza postos na Operação Petróleo Real
GCMV: Prefeitura de Vitória lança a ferramenta Cerco Móvel
Conselho dá início a nova política trabalhista em Vitória
Operação Praia Limpa retira lixo das praias e ilhas de Vitoria
Casa do Cidadão tem lista com 8.595 documentos perdidos
Retirada de lixo e educação ambiental em Camburi, sábado (3)
Prefeitura de Vitória acelera a limpeza pública e tapa-buracos
Residencial sustentável vai beneficiar 48 famílias em Vitória
Monumento vai homenagear profissionais da saúde em Vitória
Prefeitura de Vitória realiza operação tapa-buracos na cidade
Orla mais segura: Calçadão de Camburi recebe manutenção
Sinalização horizontal oferece segurança no trânsito de Vitória

TAGS:
MORADIA | TRÂNSITO | PROCON | PARQUE | SEVIÇOS | SAÚDE | SEGURANÇA | ECONOMIA | CIDADE | EMPREGOS