Justiça Federal em MG aceita denúncia criminal por tragédia

O rompimento da barragem da Vale deixou 270 mortos e outras três pessoas desaparecidas.

Em 24/01/2023 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: © Corpo de Bombeiros/Divulgação

Em 25 de janeiro de 2019, o colapso da estrutura da barragem de Brumadinho, da mineradora Vale, e liberou uma onda gigante de rejeitos de mineração, que deixou 270 mortos, a maioria da própria empresa.

A Justiça Federal em Minas Gerais aceitou denúncia criminal oferecida pelo Ministério Público Federal na véspera contra 16 pessoas físicas e duas jurídicas devido ao rompimento de barragem da Vale, em Brumadinho (MG), há quatro anos, disse sua assessoria de imprensa em resposta a questionamento da Reuters.

O colapso da estrutura, em 25 de janeiro de 2019, liberou uma onda gigante de rejeitos de mineração, que deixou 270 mortos, a maioria da própria mineradora, além de atingir florestas, rios e comunidades. Três pessoas permanecem desaparecidas.

Na segunda-feira, o MPF havia ratificado integralmente denúncia oferecida originalmente pelo MP de Minas Gerais, após a Segunda Turma do STF decidir na semana passada que a competência no caso era da Justiça Federal.

Imediato

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, determinou também na semana passada que a Justiça Federal de Minas Gerais desse andamento imediato ao processo, devido a um risco de prescrição.

A denúncia imputa às pessoas físicas denunciadas o crime de homicídio qualificado, por 270 vezes; crimes contra a fauna; crimes contra a flora; e crime de poluição, reiterou na véspera o MPF.

Já as pessoas jurídicas foram denunciadas pelos crimes ambientais, que são crimes contra a fauna e a flora e crime de poluição. (Por Carolina Pulice e Marta Nogueira - Reuters - https://istoe.com.br/author/reuters/)

Leia também:

Rio Doce ultrapassa cota de alerta e famílias são orientadas
Moraes determina que PF envie cópia de minuta de golpe
FAB distribui 4T de alimentos para comunidades yanomami
Ceturb-ES reforça linhas que atendem aos balneários
AGU pede bloqueio dos financiadores de atos golpistas
Governo Federal muda superintendentes da PF nos estados
Justiça aceita pedido de recuperação judicial das Americanas 
Prisão de investigados por atos antidemocrático é mantida
Inscrições para o concurso da Receita Federal terminam hoje às 16h
STF determina celeridade do processo penal por Brumadinho

TAGS:
JUSTIÇA FEDERAL | BRUMADINHO | TRAGÉDIA | DENÚNCIA | RBARRAGEM | VALE