Pesquisadores lançam livro para incentivar educação básica

Pesquisadores do Esalq, da Universidade de São Paulo, lançaram o livro “Vamos investigar"?

Em 22/11/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: © George Campos/Jornal da USP/Direitos Reservados

Atividades didáticas para a área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias”. É voltado a professores e alunos da educação básica. 

Pesquisadores do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), lançaram o livro gratuito “Vamos investigar? Atividades didáticas para a área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias”. É voltado a professores e alunos da educação básica. 

Segundo a organizadora do material, professora do departamento de Economia, Administração e Sociologia da Esalq-USP, Taitiâny Kárita Bonzanini, a finalidade é colaborar na aplicação das recomendações mais recentes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 

“Esperamos que o livro contribua para que o professor aplique algumas recomendações presentes em um documento muito atual, que é a Base Nacional Comum Curricular. Tivemos a preocupação de trazer o processo investigativo, por isso o título do livro, que é uma das recomendações da BNCC, trazendo atividades que instiguem os estudantes a pensar e a buscar respostas”, explicou.

Entre as iniciativas propostas no livro, estão um jogo para identificar possíveis criadouros para escorpiões, uma atividade dinâmica sobre sexualidade, debates sobre desastres ambientais e orientações para implantação de um jardim pedagógico no ambiente escolar. 

Linguagem simples

Segundo Taitiâny, a obra foi feita também com preocupação de contemplar a educação inclusiva. De acordo com ela, além de ser escrito em linguagem simples e acessível, o livro reúne sugestões de materiais de baixo custo, permitindo que as práticas sejam aplicadas em diferentes realidades. 

“Entendemos que as produções acadêmicas precisam ser divulgadas e utilizadas pela sociedade, principalmente quando há relação direta com a melhoria da qualidade educacional. Assim, o livro foi organizado para que as atividades didáticas possam ser compartilhadas e constituam um material para orientar práticas educativas”, afirmou.

A obra foi editada pela Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (Fealq), e organizada pela professora com a participação de alunos de licenciatura e mestrado da USP. A versão digital pode ser baixada gratuitamente no site da Fealq. (Por Bruno Bocchini - Agência Brasil)

Leia também:

Pedagogo dá dicas para controlar a ansiedade antes do Enem
Enem 2021 começa a ser aplicado amanhã (21) em todo país
> Black Friday Estácio: descontos de 50%, 70% ou até 90%
Estudo: Estudantes negros foram mais afetados na pandemia
Matrículas nas escolas de Cariacica começa nesta sexta (19)
Serra prorrogará os contratos temporários dos professores
Rematrícula para 2022 começa nesta sexta (19) em Vitória
O Presidente do Inep descarta risco à realização do Enem
ES oferece 16 mil novas vagas em Tempo Integral para 2022
Versão impressa concentra maioria dos candidatos no Enem

TAGS:
LIVRO | PESQUISADORES | ALUNOS | EDUCAÇÃO | INCENTIVAR | LEITURA