Prefeitura de Vitória conclui as obras do Parque Tecnológico

Centro de Inovação foi construído numa área de 2.098 metros quadrados em Goiabeiras.

Em 28/12/2020 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Leonardo Silveira/PMV

"O Centro de Inovação é um prédio sustentável, com captação de energia solar e reaproveitamento da água", disse o prefeito de Vitória, Luciano Rezende.

O prefeito Luciano Rezende realizou a visita de inspeção final do prédio do Centro de Inovação, em Goiabeiras, na última quarta-feira (23). Construído de forma sustentável numa área de 2.098 metros quadrados, distribuídos em três pavimentos, o edifício será o coração e cérebro do Parque Tecnológico Metropolitano de Vitória.

"O Centro de Inovação é um prédio sustentável, com captação de energia solar e reaproveitamento da água. Ele está entregue e, agora, vamos ter um grupo que vai trabalhar no desenvolvimento de um modelo de gestão, que deverá ser concluído no primeiro trimestre do ano que vem, quando os móveis já estarão todos aqui. O Centro de Inovação é a âncora do Parque Tecnológico, ou seja, as empresas e as startups poderão funcionar aqui, o que vai modificar toda essa área à medida que esse efeito de geração de emprego, renda e movimentação econômica for acontecendo", destaca Luciano Rezende.

Ocupação

Segundo o diretor de Inovação da Companhia de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Vitória (CDTIV), Marcos Ferreira, a previsão é de que o espaço seja ocupado no segundo semestre de 2021. Ele explica que, no momento, o município está concluindo os trâmites para contratação de uma empresa de consultoria especializada em tecnologia e inovação para orientar o planejamento do Centro de Inovação.

"Para o sucesso do Parque Tecnológico, é imprescindível construir uma sólida fundamentação do modelo de gestão do Centro de Inovação, bem como da sua modelagem operacional, jurídica e comercial. Para isso, estamos contratando uma consultoria especializada, com ampla experiência no ramo e conhecimento aprofundado de ecossistemas de inovação no Brasil e no exterior", afirrma.

Inovação

O diretor-presidente da CDTIV, Leonardo Krohling, destaca a importância da iniciativa para a implementação da Política Municipal de Inovação. "A consultoria orientará o planejamento do Centro de Inovação em consonância com as potencialidades do município e com as verticais de interesse da Política Municipal de Inovação, que são metalmecânica, logística, energia (petróleo e energia elétrica/renováveis), cidades inteligentes e sustentabilidade", explica.

Parque Tecnológico

Situado próximo ao aeroporto de Vitória, o Parque Tecnológico Metropolitano de Vitória será dividido em três áreas menores: o Centro de Inovação e duas áreas para instalação de empresas de base tecnológica e laboratórios de pesquisa e desenvolvimento.

A expectativa é a geração de 140 empregos diretos já no primeiro ano de funcionamento e 8,7 mil novas vagas em 12 anos. Em 20 anos, os estudos apontam a geração de 16 mil empregos diretos e mais 41 mil indiretos, resultando em R$ 18 milhões em impostos.

"O Centro de Inovação do Parque Tecnológico de Vitória é um projeto adequado, sério, promissor e estimulante para os pesquisadores, professores e jovens empreendedores, digno da confiança de investidores, garantido pela determinação da Prefeitura de Vitória de manter o Centro de Inovação como o vetor de uma política pública de longo prazo, visando à geração de empregos de alta qualificação e à modernização da matriz econômica de Vitória", conclui Krohling. (Com informações da Prefeitura de Vitória)