Residentes abordam a importância da prevenção do Diabetes

São ações realizadas em Unidades de Saúde (UBS), alusivas ao Dia Mundial do Diabetes.

Em 12/11/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Divulgação/Sesa

As ações acontecerão em forma de encontros junto às comunidades onde os profissionais atuam.

Para conscientizar sobre os cuidados e a prevenção do Diabetes, os residentes do Programa de Residência em Medicina da Família e Comunidade, do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), estão desenvolvendo ações em Unidades Básicas de Saúde (UBS), alusivas ao Dia Mundial do Diabetes, data que é lembrada no próximo domingo (14).

As ações acontecerão em forma de encontros junto às comunidades onde os profissionais atuam. Em Aracruz e Colatina, os residentes vão realizar palestras aos usuários de Unidades Básicas de Saúde e moradores que ainda não fazem acompanhamento da doença. Os encontros terão o objetivo de explicar sobre o Diabetes e a Hipertensão.

Segundo o médico residente Juair Pereira Brum Junior, a equipe mapeou a região próximo ao bairro Nossa Senhora Aparecida, em Colatina, e observou a demanda dos moradores.

“Vimos que há uma demanda de moradores com pré-diabetes, diabetes e hipertensão que não seguiam dietas e atividades físicas”.

Já em Aracruz, o encontro está marcado para a próxima terça-feira (16), às 8 horas, na UBS CAIC, no bairro Fátima.

“Já avisamos para a comunidade e esperamos 20 moradores para o próximo encontro. Nossa expectativa é que as pessoas que estão sem acompanhamento também compareçam às reuniões”, disse a médica residente Carolina Santolin Peixoto. 

As residências

Os Programas de Residências Médicas e Multiprofissionais tiveram início em março de 2020, com o objetivo da formação de profissionais de saúde e especialistas de forma descentralizada, garantindo a todas regionais do Espírito Santo uma formação profissional de qualidade, metodologias inovadoras de ensino-aprendizagem e possibilitando a fixação de profissionais fora da Região Metropolitana.

O grande diferencial da residência é a formação dos profissionais com 80% da carga horária realizada de forma prática, seguindo uma visão humanista, reflexiva, crítica e qualificando os residentes para o exercício na especialidade escolhida, pautados em princípios éticos e com o conhecimento dos diferentes cenários da rede de saúde. Os 20% restantes da carga horária de formação educacional abordam temas, como a competência do cuidado, da gestão, da investigação e da educação em saúde. (As informações são da Sesa)

Leia também:

InfoGripe destaca tendência de aumento de SRAG em crianças
Vila Velha abre agenda para vacinação nesta sexta-feira (12)
Vitória promovem ações de prevenção e saúde do homem
Cariacica vai ampliar os locais de vacinação sem agendamento
Anvisa autoriza fábrica argentina a produzir insumo para vacina
Vila Velha abre agenda para vacinação nesta quinta-feira (11)
Brasil recebe mais 1,7 milhão de doses da vacina da Pfizer
Novembro Azul: Prefeitura promove prevenção e cuidados
Mudança no ciclo menstrual indica riscos à saúde do coração
Serra vai começar a vacinação da 2ª dose em adolescentes

TAGS:
DIABETES | RESIDENTES | PREVENÇÃO | UBS | AÇÕES