Serra já emite licença e taxa da vigilância sanitária online

É o Sistema de Requerimento Online de Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde (Sesa).

Em 16/01/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Divulgação/PMS

O sistema permite que empresas deem entrada no processo, anexem os documentos necessários e emitam o boleto da taxa de serviços para pagamento

Para otimizar a abertura e regularização de empresas, a Prefeitura de Serra agora disponibiliza um novo serviço online que já pode ser acessado pelos empreendedores no site da Prefeitura.

Trata-se do Sistema de Requerimento Online de Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde (Sesa) que permite ao empreendedor dar entrada no pedido do licenciamento sanitário e emissão de taxa para a regularização do seu empreendimento.

O sistema, que é totalmente online, permite que o cidadão que pretende abrir ou regularizar um negócio, possa dar entrada no processo, anexar os documentos necessários, emitir o boleto da taxa de serviços para pagamento e também acompanhar virtualmente todo o andamento do processo.

Taxa online

A gerente da Vigilância Sanitária, Geane Souza Sobral Nascimento, explicou que com a implantação do sistema no site, o cidadão não precisa ir até o balcão da Prefeitura para abrir o processo e solicitar a taxa.

“Ficou mais fácil porque o empreendedor poderá fazer tudo de casa mesmo. Até a guia da taxa, que era preciso pegar na Regional Fiscal, o empreendedor agora emitirá pelo sistema e poderá pagar nas agências bancárias credenciadas”, disse.

Para acessar o sistema, é necessário entrar no site da Prefeitura de Serra, na página da Sesa e, a seguir, na aba da Vigilância Sanitária. Depois, acessar “Sistema de Requerimento da Vigilância Sanitária” e, então, seguir os cinco passos para o pedido do licenciamento, conforme tutorial disponível na mesma página.

A partir do momento em que o empreendedor completa os cinco passos necessários para a abertura do processo, confirma os dados e o requerimento, ele receberá no e-mail cadastrado a confirmação, o número do processo e um link para que possa acompanhar o andamento do processo no sistema de protocolo da prefeitura.

“Tudo ficou mais fácil para o empreendedor e ainda estamos contribuindo para a diminuição da transmissão do coronavírus, visto que o cidadão fará todo processo de casa, além de não termos que manusear em papéis, pois toda a documentação será entregue de forma virtual”, lembrou Geane.  (Com informações da Secom/PMS)