TSE: Ministro defere registros de candidaturas à Presidência

O ministro Ricardo Lewandowski deferiu os primeiros registros de candidatura à Presidência

Em 22/08/2022 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil

As candidaturas dos vices Antonio Alves (PCB) e Raquel Tremembé (PSTU) – que compõem as chapas de Sofia e Vera, respectivamente – também tiveram seus registros aprovados.

O ministro Ricardo Lewandowski, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deferiu na noite de ontem (21) os primeiros registros de candidatura à Presidência da República. As duas primeiras candidaturas deferidas são de Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU).

As candidaturas dos vices Antonio Alves (PCB) e Raquel Tremembé (PSTU) – que compõem as chapas de Sofia e Vera, respectivamente – também tiveram seus registros aprovados.

A validação do registro de candidatura pelo TSE é uma das etapas obrigatórias para quem pretende concorrer à Presidência. No procedimento, a corte eleitoral analisa se a documentação apresentada pelo candidato está em conformidade com o exigido pela legislação eleitoral.

Entre os documentos obrigatórios estão declaração de bens e certidão de antecedentes criminais. O TSE avalia também se consta, em nome do candidato, algum impedimento legal, incluindo aqueles previstos na Lei da Ficha Limpa. Os postulantes não podem, por exemplo, ter condenação por órgão colegiado da Justiça pesando sobre si.

É possível que as candidaturas tenham sido ainda impugnadas (questionadas) pelo Ministério Público, por candidato, partido ou coligação adversária ou, até mesmo, por algum cidadão. Nos casos de Sofia Manzano e Vera Lúcia,

“Lewandowski anotou que não houve impugnação ao registro ou notícia de inelegibilidade”.

Neste ano foram feitos 12 pedidos de registro de candidatura à Presidência, todos apresentados ao TSE até o prazo final, em 15 de agosto. Conforme o calendário eleitoral, os ministros da corte têm até 12 de setembro para julgar se deferem ou negam os registros dos outros dez candidatos.

Cabe ao TSE julgar os pedidos de registro apenas para Presidência e Vice-Presidência da República. Para os demais cargos, a análise é feita pelos tribunais Regionais Eleitorais (TREs). (Agência Brasil)

Leia também:

TSE decide divulgar informações sobre bens de candidatos
Saiba quem são os candidatos à Presidência nas eleições
Campanha eleitoral começa hoje (16) nas ruas do Brasil
Jair Bolsonaro registra sua candidatura à reeleição no TSE
TSE diz não às Forças Armadas para acesso à documentos
Bolsonaro: Batem em mim porque venda de armas é recorde
Bolsonaro no ES: Contarato pede rigor dos órgãos de trânsito
Presidente diz que quer transparência no sistema eleitoral
Eleitor já pode informar à Justiça Eleitoral onde irá votar
Brasil tem 156,4 milhões aptos a votar nas próximas eleições
Defesa questiona urnas e quer teste com cédula de papel

TAGS:
TSE | MINISTRO | CANDIDATURA | PRESIDÊNCIA | REGISTROS