Senadora Rose cobra kit intubação e defende vacinar jovens

A senadora Rose de Freitas (MDB-ES) fez a cobrança ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Em 20/04/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto Marcos Oliveira/Agência Senado

Bancada feminina do Senado Federal se reuniu remotamente com Marcelo Queiroga para cobrar informações sobre as ações de combate à Covid-19; Brasil deve receber 2,9 milhões de kits intubação doados pela Espanha e empresas privadas.

A senadora Rose de Freitas (MDB-ES) cobrou do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informações sobre a disponibilidade de kit intubação e a criação de um cronograma de vacinação para jovens, abaixo dos 40 anos, no combate à Covid-19. O ministro recebeu a bancada feminina do Senado Federal – composta por 12 parlamentares – em reunião remota, nesta terça-feira (20), para explicar as ações do Governo no enfrentamento da pandemia.

Diante da falta do kit intubação noticiada diariamente, Rose citou duas entrevistas de Queiroga que deixou dúvidas sobre a aquisição do insumo.

“O senhor [ministro] disse [em uma entrevista] que havia adquirido o kit intubação, no entanto, na mesma entrevista, disse que estava adquirindo. [Os senadores] fazem um trabalho onde precisamos ouvir e levar a veracidade de tudo o que é dito. O Governo adquiriu esses kits?”, questionou a senadora.

Ao responder, Queiroga anunciou que o Brasil receberá nos próximos dias 2,9 milhões de kit intubação, resultado de doações vindas da Espanha e de empresas privadas.

“Recebemos uma doação da Espanha [900 mil kits] que será embarcada na próxima sexta-feira, e de empresas privadas [2 milhões de kits] que vão garantir o abastecimento do nosso estoque. Também faremos um pregão internacional. Ao todo, receberemos 2,9 milhões de itens para apoiar estados e municípios”, explicou o ministro.

Vacinação

Rose também cobrou do ministro a ampliação no cronograma de imunização da população para vacinar jovens, abaixo dos 40 anos, que hoje é a maior parte dos infectados, segundo informações divulgadas pelo consórcio de veículos de imprensa.

“Não está na hora de mudar a estratégia de enfrentamento à pandemia para vacinar jovens e criar uma rede de proteção para o jovem não contaminar os mais velhos e os mais velhos não contaminar os mais jovens?”, questionou a parlamentar.

Por meio da assessoria técnica, o ministério informou que os grupos prioritários são definidos conforme critérios científicos e que a expectativa é vacinar até 77,2 milhões de brasileiros até setembro deste ano.

“Nosso plano nacional de imunização é um dos mais inclusivos do mundo”, destacou.

Campanha

Queiroga disse também que na próxima sexta iniciará uma ampla campanha de comunicação para conscientizar a população sobre os cuidados e ações de combate à maior crise sanitária da história. (Por Luciene Costa)

TAGS: 
OBRAS   |   POLÍTICA   |  ECONOMIA   |   CIDADE   |  EMPREGOS   |   IPVA   |   GOVERNO   |   SEFA