Eliminatórias: Conmebol cancela jogo entre Brasil e Argentina

Agentes da Anvisa entraram no gramado da Neo Química Arena e interromperam a partida.

Em 05/09/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Bruno Cassucci

Em meio à indecisão para o retorno da partida, a Conmebol divulgou em suas redes sociais que a partida está cancelada.

Com o jogo entre Brasil e Argentina em andamento, aos 4 minutos de jogo no primeiro tempo, agentes da Anvisa entraram no gramado da Neo Química Arena e interromperam a partida válidas pelas eliminatórias neste domingo (5).

O motivo foram quatro jogadores argentinos que vieram da Inglaterra e não poderia disputar o jogo por conta de protocolo. Após o ocorrido, a Argentina deixou o campo e foi para o vestiário.

Em meio à indecisão para o retorno da partida, a Conmebol divulgou em suas redes sociais que a partida está cancelada.

“Por decisão do árbitro da partida, a partida organizada pela FIFA entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo está suspensa”, começou.

“O árbitro e o comissário de jogo enviarão um relatório ao Comitê Disciplinar da FIFA, que determinará as etapas a serem seguidas. Esses procedimentos obedecem estritamente aos regulamentos atuais”.

“As eliminatórias da Copa do Mundo são uma competição da FIFA. Todas as decisões relativas à sua organização e desenvolvimento são da competência exclusiva daquela instituição”, completou.

Como aconteceu

Os jogadores da seleção argentina, com a liderança de Lionel Messi, saíram de campo durante o clássico contra o Brasil pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 neste domingo, em São Paulo, diante de uma ordem das autoridades sanitárias brasileiras porque quatro atletas argentinos violaram os protocolos anticovid.

“Chegamos a esse ponto porque tudo o que a Agência Nacional de Saúde (Anvisa) orientou, desde o primeiro momento, não foi cumprido. Eles foram orientados a ficar isolados enquanto aguardavam a deportação, mas não cumpriram. Eles se mobilizam para o estádio e entraram campo, em uma série de descumprimentos”, disse o diretor-presidente da entidade, Antonio Barra Torres, à transmissão da televisão.

Barra Torres se referiu ao goleiro Emiliano Martínez e ao atacante Emiliano Buendía, do Aston Villa, e ao zagueiro Cristian Romero e ao meia Giovani Lo Celso, do Tottenham, que são apontados pela Anvisa por terem dado “informações falsas” ao entrar no Brasil para o jogo das eliminatórias sul-americanas.

Os quatro jogadores, que atuam no campeonato inglês, mentiram no formulário de inscrição de entrada no Brasil, ao não informar que estiveram no Reino Unido em algum momento dos quatorze dias anteriores à sua chegada para esta partida, de acordo com a entidade.

Uma portaria de 23 de junho proíbe a entrada em território brasileiro de qualquer estrangeiro do Reino Unido, Índia ou África do Sul, para evitar a disseminação de variantes do coronavírus.

“Esses quatro jogadores têm que ser deportados do Brasil. Eles vão ser multados e punidos por uma série de infrações sanitárias. A primeira infração não foi cumprir o isolamento, a anterior por não ter respondido o questionário do viajante de forma confiável, e agora para jogar. Com mais de 500 mil mortes no Brasil, em meio à pandemia, ordens estão sendo violadas, não sei de quem é o comando”, acrescentou o diretor.

Martínez, Romero e Lo Celso estavam em campo, enquanto Buendía não foi escalado entre os titulares e reservas para o duelo contra o Brasil.

A partida havia sido interrompida aos 5 minutos por uma lance do jogo, mas de repente entrou em campo um grupo de pessoas, que seriam diretores da Anvisa, com ordens contra os quatro jogadores argentinos, que atuam na Premier League, porque teriam violado protocolos anti-covid ao entrar no Brasil.

Em meio a confrontos com alguns desses dirigentes, os jogadores da ‘Albiceleste’ se retiraram para o vestiário enquanto os onze jogadores brasileiros permaneceram no campo do estádio Neo Química Arena. (AFP-raa/aam e Redação - IstoÉ)

Leia também:

Max Verstappen vence na Holanda e volta a liderança da F1
Verstappen garante a pole position no GP da Holanda de F1
Avancini vence etapa da Copa do Mundo de MTB na Suíça
Alison anuncia dupla com Guto Carvalhaes no vôlei de praia
Ouros de Thiago Paulino e goalball igualam recorde de Londres
Atacante do Chile abandona seleção antes do jogo contra Brasil
Nathan Torquato é 1ºcampeão de parataekwondo da história
F1 estuda como reembolsar os torcedores do GP da Bélgica
Nadadora Mariana Gesteira é medalha de bronze em Tóquio
Brasil supera meta de 100 ouros na Paralimpíada de Tóquio
Fórmula 1 irá rever regra de pontos após o GP da Bélgica
Real Madrid desiste da contratação do atacante Kylian Mbappé

TAGS:
ANVISA | ELIMINATÉRIAS | SUSPENSÃO | MTB | SHORT TRACK | LIBERTADORES | CONMEBOL | SUPERLIGA | UEFA | F1