Casagrande se reúne com embaixadores da UE e do Brasil

COP26: A reunião de hoje, tratou de agendas estratégicas em relação ao meio ambiente.

Em 03/11/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Giovani Pagotto-Governo/ES

Com o embaixador geral para a Diplomacia do Clima, Marc Vanheukelen, o governador capixaba tratou sobre o intercâmbio de projetos de descarbonização e o financiamento dessas ações.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, se reuniu, nesta quarta-feira (03), com embaixadores da União Europeia e do Brasil para tratar de agendas estratégicas em relação ao meio ambiente. No terceiro dia de participação na 26° Conferência das Nações Unidas para a Mudança Climática (COP-26), que acontece em Glasgow, na Escócia, Casagrande também participou como painelista em evento promovido pela União Europeia.

Em reunião com o embaixador geral para a Diplomacia do Clima, Marc Vanheukelen, o governador capixaba tratou sobre o intercâmbio de projetos de descarbonização e o financiamento dessas ações.

“Apresentamos os temas prioritários para o Espírito Santo e, como presidente do Consórcio Brasil Verde, mostramos a governança e os projetos escolhidos pelos 22 estados que fazem parte da entidade. Buscamos formas de viabilizar projetos com aporte tecnológico e de financiamento junto à União Europeia. Por parte deles, foi sinalizado que a União Europeia tem interesse em energia renovável e agricultura de baixo carbono”, relatou o governador.

Na sequência, o capixaba se reuniu com o embaixador Paulino Franco de Carvalho, chefe de negociadores do Itamaraty.

“O Brasil precisa se esforçar para alcançar as metas e colocamos o Consórcio Brasil Verde à disposição do Governo Federal para trabalharmos juntos. Cada Estado tem suas obrigações e podem contribuir com as metas. Por isso, sugeri a criação de Planos Estaduais de Redução das Emissões de Carbono para que estes também possam ter suas metas e diretrizes”, comentou Casagrande.


O governador Renato Casagrande também acompanhou o lançamento do Atlas do Desmatamento, produzido pela SOS Mata Atlântica. Foto: Giovani Pagotto-Governo/ES

O governador do Espírito Santo participou ainda do painel “Fechando a lacuna de financiamento para a ação climática local: soluções para o desenvolvimento de projetos financiáveis ​​e veículos financeiros adequados”, organizado pelo Programa Euroclima+, da União Europeia. Na ocasião, Casagrande apresentou o Consórcio Brasil Verde e discutiu a importância dos entes subnacionais estabelecerem um texto sobre o mercado de carbono.

“Precisamos trocar experiências com outros entes subnacionais para que possamos criar uma estratégia para ajudarmos o Brasil no cumprimento de metas e, para isso, os entes subnacionais precisam se organizar para buscar financiamentos para tocar os projetos nos Estados e municípios”, reforçou o capixaba.

Também participaram do evento, o executivo principal do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), Alejandro Miranda Velázquez, o responsável pelo Programa Euroclima+, Marco Veras; o diretor geral de Associações Internacionais da União Europeia, Andrew Scyner; e o prefeito de Manizales (Colômbia), Carlos Marin.

Casagrande também acompanhou o lançamento do Atlas do Desmatamento, produzido pela SOS Mata Atlântica, em que são apresentados os dados atualizados do desmatamento nos Estados. (As informações são do Governo/ES)

Leia também:

Casagrande pede criação de planos para redução de carbono
Brasil se compromete com o fim do desmatamento até 2030
Casagrande apresenta ações do ES na área ambiental na COP-26
G20: EUA e UE fecham acordo sobre tarifas de aço e alumínio
Após negociações, G20 se aproxima de acordo sobre clima
Bolsonaro tem agenda esvaziada e ironizado pela imprensa
Rainha Elizabeth 2ª cancela sua participação na COP26
Biden edita decreto suspendendo restrições de viagens aos USA
China anuncia restrições após aumento de casos de covid
Joe Biden e Macron falam de uma defesa europeia mais forte

TAGS:
REUNIÕES | EMBAIXADORES | BRASIL | COP26 | G20 | ESTRATÉGIAS | MEIO AMBIENTE