Atlético-MG vence o Corinthians e fica mais perto do título

Com o Mineirão lotado, o Atlético-MG venceu por 3 a 0 rumo ao título do Brasileirão-2021.

Em 11/11/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Alessandra Torres / Gazeta Press

Em dia de falha de Cássio, o Atlético-MG marcou com Diego Costa, com um golaço de Keno e outro de Hulk, anotando 3 a 0 no placar.

Está chegando a hora! Com o Mineirão lotado mais uma vez, o Atlético-MG bateu o Corinthians por 3 a 0 e pavimentou mais um pouco seu caminho rumou ao título do Brasileirão-2021. Com direito a golaço de Keno, bonito gol de Diego Costa em vacilo de Cássio e outro belo tento de Hulk no fim do jogo, o Galo completa a 31ª rodada do campeonato cada vez mais perto da taça, mantendo dez pontos de vantagem na ponta. Já o Timão adia a entrada no G4.

O primeiro tempo do duelo começou equilibrado, com as duas equipes se estudando, como era esperado. Foi preciso um diferencial atleticano para mudar o panorama. Com liberdade, Diego Costa recebeu pelo meio, ajeitou a bola e bateu para o gol e balançou a rede. No lance, Cássio acabou escorregando ao se posicionar e não conseguiu defender o chute.

A arbitragem era contestada por ambos os lados e aparecia mais do que as chances de gol produzidas pelas equipes na primeira etapa. Com dificuldades de assustar o Galo, o Timão foi levar perigo apenas aos 29 minutos, quando João Victor aproveitou escanteio batido por Fagner e cabeceou por cima do gol.

No fim do primeiro tempo, aos 42 minutos foi a vez de Cássio se redimir. Keno foi até a linha de fundo e cruzou para a área, Diego Costa ajeito de calcanhar e Hulk ficou cara a cara com o goleiro corintiano, que fez um milagre defendendo com uma mão, o que evitou a ampliação do placar. Foi o último e um dos raros lances de perigo da etapa inicial, que teve apenas duas finalizações certas.

Caminha para o título

Na volta para o segundo tempo, Sylvinho tirou Du Queiroz e colocou Gabriel Pereira, colocando o time mais à frente. No entanto, aos cinco minutos, o Galo jogou um balde de água fria no Corinthians, quando Tchê Tchê roubou a bola de Renato Augusto e tocou para Keno, na entrada da área, acertar uma bomba, no ângulo de Cássio, sem chance para o goleiro. Um golaço para ampliar.

Enquanto o Galo teve mais uma chance com Diego Costa, de cabeça, o Corinthians seguia com enorme dificuldade para chegar ao ataque e levar perigo ao adversário. Vitinho e Jô entraram nos lugares de Mosquito e Róger Guedes, mas as novas mudanças de Sylvinho pouco renderam para o time.

Já na reta final da partida e com Cuca mexendo no time para rodar o elenco, o Atlético-MG queria mais, e quase marcou duas vezes: uma em cobrança de falta com Hulk, que foi para fora, e outra com chute de Jair, que foi defendido por Cássio. O Timão ainda teve chance de diminuir: Gabriel Pereira cruzou, Vitinho ajeitou e Giuliano cabeceou para fora, na melhor oportunidade do time.

Mas ainda tinha mais: aos 49 minutos, Hulk recebeu a bola dentro da área, ele fez bonita jogada individual em cima de João Victor e bateu bonito, fora do alcance de Cássio para balançar a rede e fechar o placar em 3 a 0 no Mineirão.

E agora?

Com o resultado, o Atlético-MG pavimenta ainda mais sua liderança e seu caminho para o título somando 68 pontos. O time de Cuca volta a campo na próxima terça-feira, quando enfrenta o Athletico-PR, fora de casa, pela 33ª rodada do Brasileirão. O Corinthians fica na sexta posição, com 47 pontos, mas pode perder seu posto na rodada. Seu próximo compromisso será contra o Cuiabá, neste sábado, na Neo Química Arena, pela 32ª rodada da competição.

Palmeiras amassa o Atlético-GO e chega à 6ª vitória seguida

Nesta quarta-feira, o Palmeiras derrotou o Atlético-GO por 4 a 0, no Allianz Parque, em jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O grande nome da partida foi Gustavo Scarpa, que marcou um gol de pênalti e deu assistências para Raphael Veiga e Rony. Breno Lopes fechou o placar. O triunfo foi o sexto consecutivo do Verdão na competição.

A primeira grande chance da partida foi do Atlético-GO, porém o Palmeiras rapidamente assumiu o controle das ações e ditou o ritmo da etapa inicial. Os mandantes abriram o placar com Veiga, após contra-ataque puxado por Scarpa. O camisa 14 viria a dar nova assistência, dessa vez cruzando para Rony ampliar.

No segundo tempo, algo inédito aconteceu. Anderson Daronco assinalou pênalti, porém não foi Raphael Veiga que foi para a cobrança. Scarpa ficou responsável pela batida, marcando o terceiro do time. Na reta final, Dudu desceu pela direita e tocou para Breno Lopes fazer o quarto.

Com a vitória, o Palmeiras chegou aos 58 pontos, na segunda colocação. Na próxima rodada, o time terá pela frente o Fluminense, no Maracanã, às 18h15 do domingo. Enquanto isso, o Atlético-GO estacionou nos 37 pontos, na 14ª posição. A equipe volta a campo no sábado, contra o Santos, no Antônio Accioly, às 17h.

O jogo

A primeira grande chance da partida foi do Atlético-GO, que saiu da pressão do Palmeiras com passes pelo chão. João Paulo lançou Ronaldo, que saiu na cara de Weverton e chutou à direita do gol. O Verdão respondeu com Dudu, que recebeu de Scarpa, cortou da esquerda para dentro e finalizou para defesa tranquila de Fernando Miguel.

No lance seguinte, o camisa 4+3 levaria pais perigo. Ele recebeu passe de Rony, invadiu a área e chutou rente à trave esquerda. Aos 13 minutos, o Palmeiras abriu o placar no Allianz. Weverton iniciou contra-ataque ao lançar Scarpa, que conduziu pela direita e serviu Veiga. O artilheiro do time na temporada ajeitou e finalizou cruzado e rasteiro para marcar.

Victor Luis arriscou de fora da área após rebote de escanteio, mandando por cima do travessão. Em seguida, Rony lançou Scarpa, que ganhou na corrida do zagueiro, mas não conseguiu tirar de Fernando Miguel. Aos 30 minutos, o Verdão chegou ao segundo gol. Scarpa bateu falta pela esquerda, e Rony desviou de cabeça, sem chances de defesa.

Segundo tempo

A etapa final começou morna, mas o Anderson Daronco foi chamado à cabine do VAR aos 16 minutos, marcando pênalti por toque de mão de Marlon Freitas. Batedor oficial, Veiga deixou a cobrança para Scarpa, que bateu no canto direito e fez o terceiro do time.

O Palmeiras não deixou de atacar, mas só voltou a levar perigo na reta final. Aos 44 minutos, Dudu foi lançado pela direita, avançou e cruzou rasteiro para Breno Lopes, que chegou batendo para sacramentar a vitória. (Por Alexandre Guariglia - Lance! / Por Pedro Nascimento - Gazeta Esportiva)

Leia também:

Grêmio vence o Flusão e resgata esperanças de fuga da queda
Federação sorteia grupos do Campeonato Paulista de 2022
Após empate com a Chape, torcida do Fla pede saída de Renato
Grêmio recebe Fluminense no desespero para fugir da Série B
Luciano chega a 9 jogos sem marcar e vive pior jejum no SP
Torcida do Fla aumenta cobrança: “Libertadores é obrigação”
Botafogo goleia Vasco por 4 a 0 e assume a ponta da Série B
Atlético-MG supera o América-MG e sobra no brasileirão
JEB’s 2021 chegou ao final com vários recordes na natação
ES encerra participação nos Jogos Escolares com 9 medalhas

TAGS: 
BRASILEIRÃO | SÉRIE A | ATLÉTICO-MG | CORINTHIANS | PALMEIRAS | TÍTULO