Vitória tem melhores índices do País em Educação Infantil

Capital lidera levantamento realizado pelo TC Educa, com os dados dos Tribunais de Contas.

Em 11/09/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Jansen Lube/PMV

"É uma prova do empenho do nossos profissionais da Educação e da atenção especial que damos à Educação Infantil em Vitória", disse o prefeito  Lorenzo Pazolini.

Vitória é destaque nacional na Educação Infantil. A capital lidera levantamento realizado pelo TC Educa, plataforma abastecida pelos Tribunais de Contas e que monitora o desenvolvimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE).

A capital apresenta os melhores índices do País no ensino para as crianças. O atendimento dos pequenos de 0 a 3 anos nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) chega a 61,8%, superando a meta estabelecida no PNE, e alcança 91,1% na pré-escola, para as crianças de 4 a 5 anos.

Com quase 370 mil moradores, a capital conta com 15.905 crianças matriculadas na Educação Infantil: 9.103 de 0 a 3 anos e 6.802 de 4 e 5 anos.

"É motivo de orgulho ter esse reconhecimento. É uma prova do empenho do nossos profissionais da Educação e da atenção especial que damos à Educação Infantil em Vitória. Nossas crianças contam com uma rede bem estruturada e nosso sistema integrado garante que todos tenham vaga para um ensino de qualidade em nossos Cmeis", disse o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini.

Para a secretária municipal de Educação, Juliana Rohsner, a resposta para os números atingidos está em um trabalho de longo prazo. Ainda em 2013, a pasta implantou um sistema de mapeamento das matrículas, onde os responsáveis pela criança fazem uma primeira inscrição para a vaga e apontam locais onde gostariam de realizar a matrícula.

O sistema unificado permite ter o controle de todas as vagas e permanece aberto o ano inteiro – não há um período para que as crianças possam ser matriculadas. A partir do momento que os pais sinalizam o interesse pela vaga, são informados pela secretaria se há a disponibilidade na escola solicitada e, se isso não acontecer, são oferecidas outras opções.

“Temos uma transparência no processo de matrícula muito grande, a família já fica sabendo ao fazer o cadastro qual o lugar de vaga dela. Assim, os pais têm mais informações para tomar decisões, se vai esperar por uma vaga em uma escola ou fazer matrícula em outro local oferecido pela secretaria”, afirma a secretária.

São 49 Cmeis. Ainda, 83% dos profissionais que atendem esta faixa de ensino são efetivos.

“Cuidamos da educação desde a base e isso foi se consolidando aqui em Vitória como uma política pública mesmo, independente de quem é o prefeito. Os próprios profissionais da rede atuam para manter a educação como prioridade para o município”, reforça a secretária Juliana.

Leia também:

Prefeito envia à Câmara PL que reestrutura a Educação Especial
Educação convoca 374 profissionais para atuar em Vitória
Projeto em Vitória envolve estudantes na história da capital
Educação Especial receberá investimento de quase R$9,5 milhões
Escola de Linhares utiliza jogos para estimular estudantes
Mestrado em Matemática abre mil vagas a partir de hoje (08)
Educação: O Brasil está longe de zerar o analfabetismo
Serra comemora alfabetização com projeto Busca Ativa
Termina hoje (04) prazo para pedir reaplicação do Encceja
Alunos conquistam 23 medalhas em olimpíadas científicas
Jornada Científica e Cultural FAESA terá 150 atividades online
Estudantes da Rede Municipal de Vitória produzem podcast

TAGS:
VITÓRIA | ESTUDANTES | EDUCAÇÃO INFANTIL | EJA | DIREITOS | PROFESSORES