Meu RPPS: IPS lança o primeiro aplicativo para smartphone

Instituto de Previdência de Serra dá mais um passo para uma gestão moderna e inteligente.

Em 20/08/2021 Referência CCNEWS, Redação Multimídia

Foto: Edson Reis/Secom-PMS

Durante o evento, o prefeito comentou sobre o novo olhar a respeito dos servidores e Serra.

O Instituto de Previdência de Serra (IPS) dá mais um passo para uma gestão moderna, humana e inteligente, lançando seu primeiro aplicativo para smartphone, o ‘Meu RPPS’.

A cerimônia de lançamento aconteceu ontem (19) e contou com a presença de dois aposentados da Prefeitura da Serra: o prefeito, Sergio Vidigal; e a ex-auxiliar técnico administrativo e de serviços, Patrícia Figueiredo Brandão. Eles foram os primeiros a testar um serviço inédito entre os institutos de previdência do Estado: a prova de vida on-line com reconhecimento facial.

Durante o evento, o prefeito comentou sobre o novo olhar a respeito dos servidores e Serra.

“Esse aplicativo mostra o cuidado do Instituto para conosco e a visão da gestão quanto à facilidade de acesso aos serviços, o aperfeiçoamento da parte de transparência e, principalmente, a aproximação com o segurado. Esse servidor que dedicou a vida ao município não pode ser esquecido nunca”, disse. 

Nesse sentido, o diretor-presidente, Alessandro Comper, reforçou a fala do prefeito.

“Estamos aposentando servidores que deram entrada em seus pedidos em 2018, 2019 e 2020, bem como os que deram entrada agora, em 2021, como é o caso da Sra. Patrícia, que está aqui hoje testando o aplicativo junto com o prefeito e nossa equipe. Além de acertar pendências passadas, estamos buscando a excelência que todos os servidores merecem em termos de serviços”, afirmou.

E com relação a esses serviços, pode-se considerar que o Meu RPPS é o segundo presente da aposentada, Patrícia Brandão, este ano. Além de ter sido escolhida para participar da cerimônia, ela encontrou uma equipe renovada no Instituto, disposta a atendê-la bem e encontrar soluções para suas demandas. Deu entrada no processo de aposentadoria no início do ano e já está aposentada.

“Estou muito feliz com esse novo momento. Os servidores do IPS estão de parabéns, pelo atendimento e por esse aplicativo. Vai ajudar muito aos servidores que possuem dificuldades para se locomover até o Instituto. Bom demais mesmo”, afirmou.

Como funciona a função da prova de vida on-line?

Para fazer a prova de vida, o beneficiário precisará apenas tirar selfies e uma foto de seu documento. O Meu RPPS fará, então, um comparativo entre a documentação apresentada e as selfies, e mostrará a porcentagem de chances de ser o segurado. Por enquanto, o aplicativo só é compatível com o sistema Android e está disponível gratuitamente na Google Play Store.

Quais as outras funções do aplicativo?

Além da funcionalidade da prova de vida, o aposentado ou pensionista conseguirá acessar contracheque, Ficha Financeira, Informe de Rendimentos e recados do IPS, tudo na palma da mão. Já os servidores da ativa poderão simular aposentadoria e abono de permanência, visualizando todas as regras disponíveis para seu caso em particular e o que já têm direito a requerer. 

E é bom lembrar que todas essas funções serão acessadas com o máximo de segurança, por meio do CPF e senha ou através da impressão digital do segurado.

Quais os custos do aplicativo para o IPS?

O Instituto pagava um aluguel de R$ 4.900 na antiga sede, a qual foi utilizada como arquivo, enquanto a nova estava sendo construída. Esse contrato de locação foi extinto, para o início ao processo de aquisição do aplicativo. Em razão do sistema de gestão previdenciária do IPS pertencer a mesma empresa que criou o aplicativo, foi apenas acrescentado um valor de R$ 2.400 ao contrato. No fim das contas, houve uma economia de R$ 2.500 por mês.

Leia também:

Samsung anuncia o notebook Galaxy Book Go no Brasil
PwC Brasil anuncia a ampliação do foco no Espírito Santo
Punições contra violações da proteção de dados em vigor
Boletim de acidentes de trânsito sem vítimas on-line no ES
Sociedades médicas recomendam manter 2ª dose em 84 dias
Adiar consulta oftalmológica pode causar danos na visão
Butantan recebe IFA para 20 milhões de doses da CoronaVac
Anvisa autoriza fábrica que poderá produzir vacinas da Pfizer
Vila Velha abre mais de 23 mil vagas para vacinar contra covid
Vila Velha abre mais 15 mil vagas para vacinar contra covid-19
19 mil capixabas não retornaram para 2ª dose da AstraZeneca
Incontinência urinária pode piorar no inverno, diz urologista
Campanha Julho Amarelo conscientiza sobre hepatites virais
Julho Verde alerta para prevenção ao câncer de cabeça e pescoço
Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
Covid: Vitória é referência em vacinação e atrai público externo
Prefeitura de Vitória realiza operação tapa-buracos na cidade
Orla mais segura: Calçadão de Camburi recebe manutenção
Sinalização horizontal oferece segurança no trânsito de Vitória
Defesa Civil de Vitória abre curso on-line para voluntários
Vitória participa da elaboração de ações de educação ambiental
Superendividamento: Procon de Vitória esclarece sobre a lei
Prefeitura de Serra relança projeto empreendedor Costurarte
Prefeitura de Serra realiza obras que beneficiam setor pesqueiro
Prefeitura e ONGs retiram pedras e liberam Trilha de Furnas

TAGS:
ALZHEIMER | VISÃO | RASTREAMENTO | CIÊNCIA | ASTRAZENECA | CORONAVAC | PFIZER | JANSSEN